Mercado abrirá em 1 h 39 min
  • BOVESPA

    116.464,06
    -916,43 (-0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.053,56
    -72,95 (-0,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,88
    +0,27 (+0,51%)
     
  • OURO

    1.844,60
    -6,30 (-0,34%)
     
  • BTC-USD

    31.334,53
    -495,08 (-1,56%)
     
  • CMC Crypto 200

    629,07
    -10,85 (-1,70%)
     
  • S&P500

    3.849,62
    -5,74 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    30.937,04
    -22,96 (-0,07%)
     
  • FTSE

    6.638,46
    -15,55 (-0,23%)
     
  • HANG SENG

    29.297,53
    -93,73 (-0,32%)
     
  • NIKKEI

    28.635,21
    +89,03 (+0,31%)
     
  • NASDAQ

    13.544,00
    +58,50 (+0,43%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5096
    -0,0012 (-0,02%)
     

Homem abordado recusa máscara e humilha guarda: "Sou desembargador"

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
Homem que se apresenta como desembargador se recusa a usar máscara e humilha guarda municipal em Santos, litoral de São Paulo.

A Guarda Civil Municipal de Santos, no litoral de São Paulo, abordou um homem andando sem máscara, item obrigatório contra o novo coronavírus, porém ele se apresentou como desembargador, recusou usar o equipamento de proteção e humilhou o agente público.

Identificado como “desembargador Eduardo Siqueira”, o homem foi flagrado confrontando o guarda. O vídeo, que viralizou nas redes sociais, mostra o agente pedindo “por favor” para o pedestre colocar a máscara, porém ele responde que o decreto, assinado pelo prefeito Paulo Alexandre Barbosa (PSDB) com multa de R$ 100 a quem descumprir a regra, “não é lei”.

O guarda desce da viatura para aplicar a multa. O homem que se apresentou como desembargador respondeu que já havia recebido uma infração: "Amassei e joguei na cara dele. Você quer que eu jogue na sua também?".

O agente público continuou exercendo seu trabalho, e o pedestre sem máscara pegou o celular, indignado, dizendo que iria ligar para o secretário de Segurança de Santos, Sérgio Del Bel.

Durante o telefonema, o homem diz que está “com um analfabeto” e tenta forçar o guarda para falar ao celular, mas ele recusa.