Mercado abrirá em 9 h 18 min
  • BOVESPA

    128.405,35
    +348,35 (+0,27%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.319,57
    +116,77 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,06
    +0,42 (+0,59%)
     
  • OURO

    1.775,10
    +6,10 (+0,34%)
     
  • BTC-USD

    34.864,16
    -744,97 (-2,09%)
     
  • CMC Crypto 200

    864,14
    -75,81 (-8,07%)
     
  • S&P500

    4.166,45
    -55,41 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    33.290,08
    -533,32 (-1,58%)
     
  • FTSE

    7.017,47
    -135,96 (-1,90%)
     
  • HANG SENG

    28.422,53
    -378,74 (-1,32%)
     
  • NIKKEI

    27.980,87
    -983,21 (-3,39%)
     
  • NASDAQ

    13.996,00
    -39,00 (-0,28%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0000
    -0,0361 (-0,60%)
     

Homem é preso por “dirigir” um Tesla do banco de trás e repete a infração

·2 minuto de leitura

Um homem de 25 anos foi preso nesta semana nos arredores da cidade de San Francisco, nos Estados Unidos, por “dirigir” um Tesla Model S do banco de trás do veículo. Param Sharma foi detido pela polícia rodoviária na última quinta-feira (13), mas desde segunda (10), as autoridades já haviam registrado diferentes chamadas de emergência relacionadas a um carro desgovernado ou sem motorista trafegando pelas autopistas entre a cidade e Oakland. Horas após ser libertado, ele foi flagrado cometendo o crime novamente.

O policial responsável pela abordagem disse ter visto o acusado indo do banco de trás para o assento do motorista antes de estacionar o carro completamente. Ele foi indiciado por direção perigosa e por desacato e levado à penitenciária de Santa Rita, de onde foi liberado após pagamento de fiança. Agora, as autoridades da California buscam abrir processo contra Sharma, já que o comportamento imprudente soa recorrente, como pode ser comprovado por suas redes sociais.

Em sua conta no Instagram, o homem ostenta joias, dinheiro e carrões, mas apenas recentemente passou a exibir seus momentos viajando na parte de trás de um Tesla Model S, chegando a ler reportagens sobre si mesmo enquanto “dirige” e afirmando ser o primeiro passageiro do táxi autônomo de Elon Musk. Em um dos vídeos, ele aparece com a perna esticada entre os bancos da frente, enquanto em outro, manipula o iPad do veículo a partir do assento do carona.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Às autoridades, Sharma disse se sentir mais seguro no banco traseiro do veículo do que como motorista — apesar de, nas imagens, não usar cinto de segurança em nenhuma das ocasiões. A polícia apreendeu o Tesla Model S do acusado, de forma a evitar que ele cometesse novos crimes, mas o homem voltou a postar no Instagram horas depois de ser liberado, afirmando ser rico o bastante para comprar um novo carro para substituir o que segue sob posse das autoridades.

O caso também levantou críticas ao modelo de direção autônoma dos carros da Tesla, que diz exigir a presença de um motorista com as mãos no volante, mas não foi capaz de detectar que Sharma estava no banco traseiro do carro. Oficialmente, a montadora afirma que a função só pode ser usada na presença de um condutor atento, já que o controle do veículo pode ser passado a ele a qualquer momento em casos de imprevistos.

A situação também acontece em meio às investigações de mais um caso fatal envolvendo veículos da Tesla, com dois homens que morreram após a colisão do Model S de um deles com uma árvore. De acordo com relatórios preliminares das autoridades, imagens de câmeras de segurança mostram um deles indo rapidamente ao banco do motorista segundos antes da batida, que aconteceu em uma área residencial, na qual o sistema de direção automática não poderia ser ativado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos