Mercado fechará em 3 h 5 min

Homem é preso após atear fogo a um ônibus próximo à Praça dos Três Poderes

Matheus Schuch

Passageiro gritou "fora, Bolsonaro" ao descer do coletivo Um homem foi preso após atear fogo a um ônibus próximo à Praça dos Três Poderes, em Brasília. Após perceber o incêndio, o motorista parou em frente ao Palácio do Planalto. O homem, cuja identidade não foi revelada pela Polícia Militar do Distrito Federal, desceu gritando “fora, Bolsonaro”. Ninguém ficou ferido.

A cobradora do coletivo, Deusilde Santana Moreira, afirmou que o homem subiu no coletivo na rodoviária do Plano Piloto, a menos de 3km. Ele entrou pela porta de trás, afirmando ser deficiente e caminhando com auxílio de uma bengala. Ele carregava uma mochila, onde supostamente havia recipientes com combustível utilizado para provocar o incêndio.

Após perceber o incêndio, o motorista parou em frente ao Palácio do Planalto

Agência Brasil

O ônibus fazia a linha Esplanada, no entorno dos prédios públicos. Ainda segundo a cobradora do coletivo, aproximadamente seis passageiros estavam no veículo no momento do incidente.

Segundo ela, o homem preso só fez menções ao nome do presidente ao descer em frente ao Planalto, ele estava calado no ônibus. O incêndio foi apagado rapidamente, com apoio de bombeiros que ficam no Palácio do Planalto. A prisão foi efetuado com agilidade também pela ação de policiais que estavam estacionados perto da sede do governo.