Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.800,79
    -3.874,54 (-3,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.868,32
    -766,28 (-1,48%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,81
    +0,19 (+0,26%)
     
  • OURO

    1.812,50
    -18,70 (-1,02%)
     
  • BTC-USD

    41.806,49
    +2.076,23 (+5,23%)
     
  • CMC Crypto 200

    955,03
    +5,13 (+0,54%)
     
  • S&P500

    4.395,26
    -23,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.935,47
    -149,06 (-0,42%)
     
  • FTSE

    7.032,30
    -46,12 (-0,65%)
     
  • HANG SENG

    25.961,03
    -354,29 (-1,35%)
     
  • NIKKEI

    27.283,59
    -498,83 (-1,80%)
     
  • NASDAQ

    14.966,50
    -71,25 (-0,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1880
    +0,1475 (+2,44%)
     

Homem é acusado de roubar R$ 3.6 milhões em Bitcoin do próprio amigo

·2 minuto de leitura
Amigo falso. Imagem: ShutterStock
Amigo falso. Imagem: ShutterStock

Um homem de Malta está sendo acusado de ter roubado US $ 700.000 (R$ 3.6 milhões) em criptomoedas do próprio amigo, o caso teria acontecido quando os dois saíram para se divertir em uma festa.

O caso está sendo julgado e Luke John Milton (25 anos) está sendo acusado de fraude, lavagem de dinheiro, recusa violenta de prisão, roubo e outras atividades fraudulentas.

Leia também:

Ao narrar o ocorrido, uma das testemunhas, o policial que se manifestou contra o acusado, afirmou que a vítima o chamou para comparecer ao local onde ocorreu a fraude, a fim de impedir Milton de sair do local.

De acordo com o policial, a vítima disse que transferiu US $ 5 mil em criptomoedas à Milton para receber o equivalente em dinheiro. Milton, que queria investir em criptomoedas com ajuda de seu amigo, teria ficado com o celular da vítima depois que a transação foi concluída.

Ao pegar o telefone de volta, a vítima disse que “não podia acreditar no que estava vendo” quando percebeu que uma quantia de US$ 700.000 em criptomoedas havia sido transferida de sua carteira, com seu saldo agora reduzido a zero.

Amigo da onça?

O tal do amigo negou as acusações e disse ter sido vítima de fraude em oposição às acusações feitas contra ele.

A polícia, que estava pronta para desvendar a verdade, pediu os dois que entregassem seus telefones para evitar qualquer tentativa de destruir evidências.

Milton, no entanto, se recusou a obedecer, ficou furioso e resistiu a prisão.

Quando a polícia do Departamento de Investigação de Crimes Financeiros (FCID) exigiu que os homens entregassem seus telefones, Milton de repente ficou agitado, gritando “por que você vai me prender?”.

O advogado de defesa disse que a recusa de entregar o telefone foi porque o acusado temia que a polícia pudesse adulterar o dispositivo.

Bizarro?

Com as criptomoedas sendo o hype do momento, os investidores são sempre aconselhados a manter seus fundos seguros, pois os criminosos estão à procura de brechas para roubar a classe de ativos.

De acordo com o site Malta Today, o julgamento foi longo e às vezes acalorado, com o magistrado intervindo para acalmar as coisas. O acusado não deu à polícia a senha do celular e isso exigirá que a polícia contrate especialistas para quebrar a senha.

O caso será julgado novamente em 11 de agosto.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos