Mercado abrirá em 7 h 55 min

Home office gera estresse, ansiedade e horas extras, diz pesquisa do LinkedIn

Tired freelancer sleeping on her deak

Uma pesquisa da rede social LinkedIn indica que 62% dos profissionais com conta na plataforma estão mais ansiosos e estressados com o trabalho durante o período de home office do que antes do início da pandemia de coronavírus. Além disso, 68% têm trabalhado pelo menos 1 hora a mais por dia.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A pesquisa foi feita com 2 mil profissionais durante a segunda quinzena de abril. Alguns dizem estar trabalhando até 4 horas a mais por dia (21%), mas 59% afirmam que, com a quarentena, o tempo de qualidade que passam com a família aumentou, e 32% adotaram uma alimentação mais saudável.

Leia também

Há, porém, otimismo em relação ao retorno aos escritórios, ainda que sem data: 28% acreditam que a ansiedade vai diminuir ao voltarem a interagir com outras pessoas no trabalho. Quase 40% dos entrevistados dizem se sentir solitários devido à falta de interação com os colegas.

Além disso, 52% acreditam que os contatos com os colegas serão mais frequentes após o fim da quarentena, e 41% apostam no uso mais intenso da tecnologia no trabalho.

Veja outros resultados da pesquisa:

  • 30% afirmam estarem estressados pela ausência de momentos de descontração no trabalho

  • 20% sentem-se inseguros por terem dificuldades em saber o que está acontecendo com seus colegas de trabalho e sua empresa.

  • 33% se consideram mais produtivos pela falta de interação com os colegas e, consequentemente, redução das interrupções relacionadas ao ambiente do escritório

  • 43% dos entrevistados estão se exercitando menos e 33% disseram ter o sono afetado negativamente

  • 24% se sentem pressionados a responder mais rapidamente e estar online por mais tempo do que normalmente estariam

  • 18% destacam que a preocupação de se mostrar ocupado com o trabalho tem relação com o medo de perder o emprego

  • 27% enviam e-mails fora do horário do expediente para mostrar que, mesmo em casa, estão trabalhando muito

  • 34% acabam por se distrair ouvindo ou assistindo notícias sobre a Covid-19

  • 20% enfrentam dificuldades para conciliar o trabalho e o cuidado com os filhos

  • 22% consideram desafiador trabalhar com o parceiro em casa

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.