Mercado fechado
  • BOVESPA

    128.057,22
    -1.202,27 (-0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.202,80
    -376,30 (-0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    70,97
    -0,07 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.778,60
    +3,80 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    38.084,16
    -390,99 (-1,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    947,40
    -22,47 (-2,32%)
     
  • S&P500

    4.221,86
    -1,84 (-0,04%)
     
  • DOW JONES

    33.823,45
    -210,22 (-0,62%)
     
  • FTSE

    7.153,43
    -31,52 (-0,44%)
     
  • HANG SENG

    28.558,59
    +121,75 (+0,43%)
     
  • NIKKEI

    29.094,74
    +76,41 (+0,26%)
     
  • NASDAQ

    14.185,50
    +20,00 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9871
    +0,0246 (+0,41%)
     

Home office não é sustentável no longo prazo e põe criatividade em risco, diz VP da Salesforce

·2 minuto de leitura

Para muitas empresas, o home office é o tal "novo normal" que a pandemia de covid-19 trouxe ao mercado de trabalho. Muitos negócios nem pensam em voltar aos escritórios tão cedo, mesmo com a flexibilização da quarentena e num cenário pós-pandemia com o surgimento de uma vacina para o coronavírus, por exemplo.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Mas algumas empresas, mesmo situados em setores de inovação e tecnologia, defendem que o home office é uma solução emergencial com data de validade. "Seguramente não é um modelo que a gente consiga dar sustentabilidade a médio e a longo prazo", diz Fabio Costa, vice-presidente da Salesforce no Brasil.

O executivo é um dos convidados do mais recente episódio da nova temporada de Líderes, programa original do Yahoo Finanças que coloca frente a frente executivos das principais empresas do Brasil e do mundo para discutir negócios, inovação, empreendedorismo e responsabilidade social.

Episódios anteriores

Neste episódio de Líderes, Costa e Mauro Ribeiro Neto, vice-presidente corporativo do Banco do Brasil, discutem o modelo ideal de trabalho para o funcionário e para a empresa diante da ameaça do coronavírus, e o futuro do home office no pós-pandemia. Será que ele veio para ficar?

Na opinião do executivo da Salesforce, a resposta é não. "Principalmente porque a parte da criatividade corre risco", diz ele. "Aquela conversa do café, que não é formal, é onde você discute, onde você faz uma leitura diferente da situação, é onde você tem condição de aproveitar de uma forma não planejada a diversidade da organização e assim por diante."

Isto não significa, porém, que a pandemia não deixará um legado na forma de trabalhar. "O que vai vir pela frente certamente é uma situação em que a gente vai continuar utilizando a comunicação digital pra maior eficiência, mas a gente vai recuperar o valor da ligação pessoal, com certeza."

Quem é Fabio Costa

Fabio Costa, CEO da Salesforce Brasil (Foto Marcelo Justo/Divulgação)
Fabio Costa, CEO da Salesforce Brasil (Foto Marcelo Justo/Divulgação)

Formado em Processamento de Dados pela PUC-Rio, iniciou a carreira como consultor na IBM, onde trabalhou por oito anos. Depois passou por IDC, Oracle, Estadão, e Microsoft, onde ocupou o cargo de vice-presidente de soluções corporativas. Assumiu a presidência da Salesforce no Brasil em fevereiro de 2019.

Ouça a conversa completa

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos