Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.177,55
    -92,52 (-0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    55.164,01
    +292,65 (+0,53%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,24
    +0,23 (+0,28%)
     
  • OURO

    1.932,90
    +2,90 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    22.916,92
    -264,83 (-1,14%)
     
  • CMC Crypto 200

    519,99
    -7,20 (-1,36%)
     
  • S&P500

    4.060,43
    +44,21 (+1,10%)
     
  • DOW JONES

    33.949,41
    +205,57 (+0,61%)
     
  • FTSE

    7.761,11
    +16,24 (+0,21%)
     
  • HANG SENG

    22.566,78
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    27.346,26
    -16,49 (-0,06%)
     
  • NASDAQ

    12.056,75
    -50,00 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5201
    +0,0004 (+0,01%)
     

Holanda quer garantir vaga nas oitavas contra o já eliminado Qatar

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A igualdade no placar do jogo da última rodada deixou a Holanda e o Equador empatados na liderança do Grupo A da Copa do Qatar, com quatro pontos cada.

Agora, os holandeses buscam garantir a presença nas oitavas de final nesta terça-feira (29), quando enfrentam o já eliminado Qatar no Al Bayt, em Al-Khor, às 12h (de Brasília).

A seleção holandesa se classifica em caso de vitória ou empate. Em caso de derrota, precisam torcer para que o Senegal perca contra o Equador, também nesta terça-feira -se isto não acontecer, os holandeses continuarão empatados com os rivais equatorianos, e a vaga nas oitavas será definida pelos critérios de desempate (começando pelo saldo de gols).

Apesar dos últimos desempenhos, o técnico Louis Van Gaal afirmou nesta segunda-feira (28) que deve manter o esquema tático.

“Estou pensando no sistema há um ano e meio, talvez mude. Mas ainda não vejo necessidade disso. O Qatar também joga no sistema 5-3-2. Assim, você obtém mais uma partida de xadrez”, comentou.

O técnico também indicou que não tem pressa para utilizar o astro Memphis Depay, que vinha se recuperando de lesão no joelho e ficou no banco de reservas nas duas últimas rodadas.

“Não estamos correndo nenhum risco com Memphis. Precisamos que ele se torne campeão mundial”, disse o técnico, que também reforçou que a seleção fará de tudo para se classificar para a próxima fase.

Nesta terça, a Holanda pode entrar em campo com: Noppert; Timber, Van Dijk, Aké e Blind; Dumfries, Koopmeiners (Berghuis), De Jong e Blind; Gakpo e Bergwijn (Memphis).

O Qatar, por sua vez, chega à partida já eliminado da fase de mata-mata.

A derrota para o Equador fez a seleção qatari se tornar a primeira a perder a partida de estreia como anfitriã da Copa do Mundo. A derrota para o Senegal na rodada seguinte confirmou os qataris como a segunda seleção de um país-sede a não avançar para as oitavas -a primeira foi a África do Sul, em 2010.

Apesar da eliminação, o técnico Félix Sanchez vê com positividade a partida desta terça-feira. “É especial para os jogadores jogarem contra um time desse calibre. Se você ver como eles se classificam no ranking da Fifa e o que mostraram no passado em Copas do Mundo, fica claro o quão difícil será a tarefa”, disse o treinador, em coletiva.

O técnico também defendeu o desempenho da equipe, considerando a tradição recente do Qatar no futebol. “O Qatar é um país com uma população não tão grande e com 6.000 jogadores de futebol ativos”, comentou. “Acho que não devemos ter vergonha do que mostramos”.

Sem desfalques confirmados, Sánchez pode começar a disputa desta terça com: Barsham; Miguel, Khoukhi, Hassan; Mohammad, Hatem, Madibo, Al-Haydos, Ahmed; Ali, Muntari.

Estádio: Al Bayt, em Al Khor (Qatar)

Horário: Às 12h (de Brasília) desta terça-feira (29)

Árbitro: Bakary Gassama (Gâmbia)

VAR: Redouane Jiyed (Marrocos)

Transmissão: Globo, SporTV, Globoplay e Fifa+