Mercado fechará em 6 h 37 min
  • BOVESPA

    110.188,57
    +787,16 (+0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.020,65
    +221,19 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,49
    +0,24 (+0,32%)
     
  • OURO

    1.782,80
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    16.804,15
    -182,72 (-1,08%)
     
  • CMC Crypto 200

    394,31
    -7,49 (-1,86%)
     
  • S&P500

    3.941,26
    -57,58 (-1,44%)
     
  • DOW JONES

    33.596,34
    -350,76 (-1,03%)
     
  • FTSE

    7.517,40
    -3,99 (-0,05%)
     
  • HANG SENG

    18.814,82
    -626,36 (-3,22%)
     
  • NIKKEI

    27.686,40
    -199,47 (-0,72%)
     
  • NASDAQ

    11.485,75
    -80,25 (-0,69%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5099
    +0,0312 (+0,57%)
     

Holanda pretende sacrificar 30 mil galinhas para combater gripe aviária

A gripe aviária tem sido uma grande preocupação da Holanda, que se prontificou a sacrificar milhares de galinhas. Nesta segunda-feira (21), o governo local anunciou que deve abater mais 29 mil. A decisão vem após a detecção de uma cepa altamente infecciosa.

Essa medida extrema acontece numa fazenda da cidade de Koudum, 100 km a Oeste de Groningen. O governo proibiu transporte em sete outras fazendas próximas. É o terceiro caso da forma de gripe aviária registrado no país nos últimos dias, e o sexto neste mês, após dezenas de casos no início do ano.

Ao todo, quase 6 milhões de aves já foram abatidas na Holanda desde que a nova variante da doença foi detectada pela primeira vez, em 26 de outubro do ano passado. A França também se deparou com um ressurgimento de casos depois de sofrer seu pior surto de gripe aviária no início deste ano.

No início do ano, a Inglaterra relatou uma forma rara de contágio da gripe aviária em humanos. Na ocasião, um paciente não-identificado pegou a doença diretamente de aves infectadas, mas essa infecção de ave para humano é bem incomum.

O que é gripe aviária

Holanda pretende sacrificar 30 mil galinhas para combater gripe aviária (Imagem: tawatchai07/Freepik)
Holanda pretende sacrificar 30 mil galinhas para combater gripe aviária (Imagem: tawatchai07/Freepik)

Apesar de ser exótica em território nacional, ou seja, nunca detectada no Brasil, a influenza aviária é uma doença de distribuição mundial, com ciclos pandêmicos ao longo dos anos, e com graves consequências ao comércio internacional de produtos avícolas, conforme alerta o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento.

A exposição direta a aves silvestres infectadas é o principal fator de transmissão. Estas aves atuam como hospedeiro natural e reservatório dos vírus, desempenhando um papel importante na evolução, manutenção e disseminação.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: