Mercado fechado
  • BOVESPA

    119.564,44
    +1.852,44 (+1,57%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.399,80
    +71,60 (+0,15%)
     
  • PETROLEO CRU

    65,49
    -0,14 (-0,21%)
     
  • OURO

    1.785,80
    +1,50 (+0,08%)
     
  • BTC-USD

    57.125,53
    +2.339,01 (+4,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.467,76
    +62,46 (+4,44%)
     
  • S&P500

    4.167,59
    +2,93 (+0,07%)
     
  • DOW JONES

    34.230,34
    +97,31 (+0,29%)
     
  • FTSE

    7.039,30
    +116,13 (+1,68%)
     
  • HANG SENG

    28.647,97
    +229,99 (+0,81%)
     
  • NIKKEI

    29.348,59
    +535,96 (+1,86%)
     
  • NASDAQ

    13.521,00
    +30,00 (+0,22%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4268
    -0,0001 (-0,00%)
     

História bizarra de crime desvendado no MySpace vai virar documentário; conheça

Natalie Rosa
·4 minuto de leitura

Em mais uma produção sobre crimes reais, a Netflix traz para a sua plataforma de streaming um filme que fala sobre um caso intrigante e que precisou de uma investigação independente da polícia para se obter respostas. No documentário Por Que Você me Matou?, vamos acompanhar a história da jovem Crystal Theobald, de apenas 24 anos e mãe de duas crianças, que foi assassinada em fevereiro de 2006.

O assassinato foi um tanto quanto inesperado, já que os criminosos que atiraram covardemente em Crystal pertenciam a uma perigosa gangue, mas ela não. A jovem estava em seu carro, junto ao namorado e o irmão, e o veículo foi alvejado a tiros. Foi quando a mãe da jovem, Belinda Lane, decidiu que não ia conter esforços para descobrir o motivo da morte da filha e obter justiça, recorrendo a uma das primeiras redes sociais da história e que era popular na época: o MySpace.

O documentário aborda, então, toda essa caçada da mãe de Crystal Theobald para descobrir quem foram os assassinos e qual foi a motivação. A produção estreia nesta quarta-feira, dia 14 de abril, mas o Canaltech preparou um resumo sobre o caso para você entender melhor a história antes de conferir o documentário e tudo o que aconteceu nos últimos anos.

Atenção: esta matéria contém spoilers do documentário e da história de Crystal Theobald!

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

A busca

Crystal Theobald morreu há um pouco mais de 15 anos, em 24 de fevereiro do ano de 2006, quando o carro em que estava recebeu uma série de tiros vindos de uma gangue violenta, na cidade de Arlanza, na Califórnia. A jovem, no entanto, não tinha nenhuma relação com qualquer gangue e os tiros pareciam ter sido disparados como uma forma de retaliação, castigo ou vingança, como se essas pessoas já tivessem um alvo em vista. Infelizmente, a bala que atingiu a sua cabeça foi fatal.

Depois do assassinato da filha, Belinda Lane decidiu que era hora de buscar por respostas para obter justiça. Também tendo presenciado o assassinato por estar no veículo de trás, o trabalho da mãe se tornou muito doloroso, mas também muito eficiente, pois ao longo de 10 anos de um esforço mentalmente exaustivo ela conseguiu descobrir quem foi o culpado. "Eu te prometo que mesmo se tirar meu último respiro, eu vou pegá-los. Eu te prometo, você vai ter justiça", disse Lane em uma promessa à filha em entrevista na época. "Poderia levar uma vida inteira. Eu nunca pararia".

Para chegar ao seu objetivo, Lane criou, com a ajuda de outras pessoas, alguns perfis falsos no MySpace, a rede social mais usada naquela época, e conseguiu contactar os membros da gangue responsáveis pelo assassinato usando a imagem da vítima, levando então as informações às autoridades que estavam investigando caso.

O culpado

Lane chegou, então, a um dos principais acusados: William Sotelo. Hoje com 32 anos, o criminoso foi sentenciado, em 23 de janeiro de 2020, a 22 anos de prisão pela participação no assassinato de Crystal. Sotelo seria o último membro da gangue a ser pego pela polícia após ter fugido para o México, sendo ele quem dirigia o carro que carregava os outros criminosos que atiraram na jovem. Os suspeitos disseram acreditar que o veículo pertencia a membros da gangue rival, justificando os disparos.

<em>Imagem: Divulgação/Netflix</em>
Imagem: Divulgação/Netflix

Na época, Lane acabou passando um pouco dos limites na hora de extravasar a raiva pelo assassinato da filha, chegando a contactar os familiares de William Sotelo e dizer publicamente que a sua vontade era de que os culpados morressem. Ainda assim, um dos policiais envolvidos na investigação reconheceu todo o esforço da mãe para ajudar a investigar o caso e a elogiou publicamente.

"Ela foi muito útil, trabalhando nas redes sociais para nos ajudar a identificar onde ele poderia estar. Ela forneceu informações importantes que nos ajudaram na captura de Sotelo", disse. Devido a todo esse estresse, agora a polícia espera que Belinda finalmente possa descansar do luto da morte de Crystal.

A história inteira é contada do documentário Por Que Você me Matou?, que estreia neste dia 14 de abril, quarta-feira, na Netflix.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: