Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.235,76
    +1.584,71 (+1,46%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.808,21
    +566,41 (+1,20%)
     
  • PETROLEO CRU

    91,71
    -0,22 (-0,24%)
     
  • OURO

    1.802,90
    -10,80 (-0,60%)
     
  • BTC-USD

    24.379,82
    +1.470,83 (+6,42%)
     
  • CMC Crypto 200

    575,65
    +44,43 (+8,36%)
     
  • S&P500

    4.210,24
    +87,77 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    33.309,51
    +535,11 (+1,63%)
     
  • FTSE

    7.507,11
    +18,96 (+0,25%)
     
  • HANG SENG

    19.821,94
    +211,10 (+1,08%)
     
  • NIKKEI

    27.819,33
    -180,63 (-0,65%)
     
  • NASDAQ

    13.438,50
    +46,50 (+0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2479
    +0,0015 (+0,03%)
     

História do assassinato de Daniella Perez terá série documental na HBO Max

·1 min de leitura

Em 28 de dezembro de 1992, a atriz Daniella Perez foi assassinada a punhaladas pelo ator Guilherme de Pádua, quando tinha apenas 22 anos. A história, que nunca foi esquecida pela mídia brasileira, agora vai virar uma série documental para a HBO Max.

Daniella Perez era filha de Glória Perez, renomada autora de novelas, e estava atuando na novela da própria mãe, chamada De Corpo e Alma. O assassino interpretava o seu par romântico na trama e contou com a ajuda de Paula Thomaz, sua esposa, para cometer o crime. Segundo os criminosos, o que motivou o assassinato foi a redução do tempo de tela de Guilherme na novela.

<em>Imagem: Reprodução/Instagram/Gloria Perez</em>
Imagem: Reprodução/Instagram/Gloria Perez

Na época, Guilherme foi condenado a 19 anos de prisão e Paula a 18 anos, e ambos foram libertados em 1999. Em 2016, Glória Perez e Raul Gazolla, que era marido de Daniela, processaram o casal por danos morais e ganharam. Os criminosos precisaram pagar 500 salários mínimos cada, além de arcar com as despesas do funeral e sepultamento da vítima, que totalizou o valor de cinco salários mínimos. Eles também foram condenados a pagar os custos processuais e honorários dos advogados.

A série documental terá cinco episódios e será roteirizada por Guto Barra, que também irá dirigir a produção junto a Tatiana Issa. Será contada a história do assassinato a partir da perspectiva de Gloria Perez, amigos e parentes de Daniela. Ainda não há data de lançamento prevista.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos