Mercado fechado

Henry Cavill está de volta como o Superman; o que esperar?

O Superman de Henry Cavill está de volta! Não que a gente duvidasse disso depois de sua aparição em Adão Negro, mas o retorno agora está confirmado tanto pela Warner Bros quanto pelo próprio ator, que já começou a dar entrevistas e a falar mais uma vez como o Homem de Aço — mesmo sem que haja ainda um filme dedicado ao seu mais famoso personagem.

E, na verdade, isso pouco importa. Para os fãs que esperaram por anos para rever o astro com o icônico traje vermelho e azul, a simples promessa de que ele vai voltar já é motivo de comemoração e alegria — um sentimento que o próprio Cavill não faz questão de esconder. Assim como boa parte do público, ele também nunca perdeu a esperança de voltar a ser o Último Filho de Krypton.

Esperança. Essa é uma palavra que define muito bem o retorno do ator e também o que podemos esperar dessa nova fase do Superman no agora chamado Universo Cinematográfico da DC (DCU). Afinal, não se trata apenas de colocar o personagem de volta nas histórias, mas de trabalhá-lo de outras formas para que ocupe um espaço que sempre foi seu, embora nem sempre bem utilizado.

Cavill não só volta como Superman como deve marcar também uma nova fase para o personagem (Imagem: Reprodução/Warner Bros)
Cavill não só volta como Superman como deve marcar também uma nova fase para o personagem (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

O que vem por aí

Até o momento, não há nada de muito concreto em relação à participação de Cavill e seu Superman no DCU. Ele apareceu na cena pós-crédito de Adão Negro após intervenções do próprio Dwayne Johnson e isso acarretou tanto na antecipação de sua volta como escancarou as disputas internas na Warner, culminando na saída de Walter Hamada da chefia da então DC Films.

Todo esse preâmbulo serve para indicar como a volta de Cavill coincide com uma nova fase da empresa. A criação da DC Studios sob o comando de James Gunn e Peter Safran é o maior exemplo disso, pois sinaliza o quanto a Warner quer botar ordem na casa depois de anos de lançamentos conturbados e atritos nos bastidores — o que também refletiu em seu herói mais emblemático. E a ideia é deixar tudo isso para trás.

E é aí que entra a tal esperança. Como dito, a Warner e a DC Studios não apresentaram nenhum plano para o Superman para o futuro, o que faz com que a gente simplesmente especule e imagine o que está por vir. Só que, mesmo com essa falta de informação, tudo parece muito bastante positivo.

Ator quer um Superman mais alegre e não a ameaça que os filmes anteriores retrataram (Imagem: Reprodução/Warner Bros)
Ator quer um Superman mais alegre e não a ameaça que os filmes anteriores retrataram (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

A começar pelo próprio entusiasmo de Cavill. Durante uma conversa no podcast Happy Sad Confused, o ator contou um pouco sobre esse retorno e disse estar muito empolgado com o que está por vir. “Existe um futuro muito brilhante para o personagem e eu estou muito animado para contar uma história com um Superman tremendamente alegre”, revelou.

Embora seja a típica declaração um tanto quanto vaga que não traz detalhes sobre possíveis projetos, a fala do ator é bastante emblemática para pontuar o que a gente pode esperar do seu Superman. Depois de passar uma década ouvindo que a sua interpretação do herói era soturna, deprimida e até mesmo niilista, parece que Cavill finalmente entendeu o que torna o herói tão importante nos quadrinhos e quer levar isso para as telas.

Ao descrever esse Superman como alegre, ele dá um norte importante para aquilo que devemos ver no futuro do DCU — uma versão do Homem de Aço muito mais otimista e inspiradora, algo que apareceu muito pouco nos filmes em que participou. Quem conhece o herói dos quadrinhos, das animações ou mesmo dos filmes clássicos sabe que o Kal-El não é uma ameaça a ser temida e combatida, mas um símbolo de esperança.

A esperança e a inspiração que o Superman emana vão muito além de cenas bonitas, mas vazias (Imagem: Reprodução/Warner Bros)
A esperança e a inspiração que o Superman emana vão muito além de cenas bonitas, mas vazias (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

Pode parecer um devaneio de um fã, mas o próprio Cavill já havia sinalizado isso no passado. Na época do lançamento de Liga da Justiça, o ator elogiou as mudanças feitas pelo diretor Joss Whedon, afirmando que ele finalmente havia permitido que o verdadeiro Superman fosse apresentado ao público.

E, polêmicas de bastidores e bigodes à parte, não há como negar que aquele Superman estava muito mais próximo da versão que nós conhecemos de outras mídias e que está em nosso imaginário do que aquilo que havia sido mostrado em Homem de Aço e Batman vs. Superman: A Origem da Justiça.

Novo filme a caminho?

Isso quer dizer que esse deve ser o novo tom do herói no DCU daqui em diante? Difícil dizer, já que não há qualquer projeto anunciado para o personagem. Tudo o que temos são alguns poucos segundos em Adão Negro — e, mesmo esse pouco, já sinaliza essa mudança.

Na cena, vemos Cavill com um traje com cores um pouco mais vivas do que o habitual e usando o mesmo penteado que Christopher Reeve eternizou no longa de 1978. Mais do que isso, a trilha que toca no momento é a de John Williams, que sempre representou esse Superman esperançoso e inspirador.

Warner estaria preparando uma sequência de Homem de Aço (Imagem: Reprodução/Warner Bros)
Warner estaria preparando uma sequência de Homem de Aço (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

Assim, mesmo que não haja nada oficializado até aqui, tanto a postura de Henry Cavill como as pistas deixadas pela Warner nos fazem crer e até esperar por essa versão mais espirituosa e otimista do personagem.

Segundo o The Hollywood Reporter, o estúdio já deu luz verde para a produção da sequência de Homem de Aço, mas ainda está procurando ideias para definir o rumo que a história deve seguir. Ainda que essa história não tenha sido confirmada — o próprio Cavill se negou a falar sobre o assunto —, faz sentido que o filme ainda esteja em estágios muito iniciais para que haja qualquer coisa mais significativa.

Ao mesmo tempo, a nomeação de James Gunn para liderar a parte criativa do DCU é outro fator que pode animar os fãs para esse futuro mais brilhante do Último Filho de Krypton. Isso porque o cineasta sempre mostrou ser um fã de quadrinhos que, mesmo com os seus exageros e maluquices, entende a essência dos personagens com que trabalha.

Tudo indica que devemos devemos mesmo ter um Superman bem mais esperançoso (Imagem: Reprodução/Warner Bros)
Tudo indica que devemos devemos mesmo ter um Superman bem mais esperançoso (Imagem: Reprodução/Warner Bros)

Da mesma forma, ele também já indicou que não tem vergonha de abraçar a estética dos gibis. O Esquadrão Suicida e o próprio Pacificador mostram que ele não vê problema em visuais coloridos e que, em certa medida, isso até faz muito bem para a história — o que, no caso do Superman, é fundamental.

Sem negar as origens

Isso não quer dizer, porém, que devemos ver um Superman que vai cuspir no prato que comeu e negar suas origens no então Universo Cinematográfico Estendido da DC (DCEU, na sigla em inglês). No mesmo podcast, Cavill revelou o quanto ele é apegado a esse universo, principalmente pelo que representa em sua carreira.

Não por acaso, ele conta que escolheu o mesmo traje que usou em Homem de Aço para aparecer em Adão Negro. Segundo o ator, o filme foi um ponto definidor em sua história e que foi ótimo ter a oportunidade de vestir aquele uniforme em específico novamente — e até revelou que gostaria de trabalhar com Zack Snyder mais uma vez.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: