Mercado abrirá em 7 h 20 min
  • BOVESPA

    106.247,15
    -2.542,18 (-2,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.394,03
    -1.070,00 (-2,08%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,05
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.812,30
    -3,60 (-0,20%)
     
  • BTC-USD

    29.064,51
    -934,17 (-3,11%)
     
  • CMC Crypto 200

    647,56
    -23,12 (-3,45%)
     
  • S&P500

    3.923,68
    -165,17 (-4,04%)
     
  • DOW JONES

    31.490,07
    -1.164,52 (-3,57%)
     
  • FTSE

    7.438,09
    -80,26 (-1,07%)
     
  • HANG SENG

    20.147,59
    -496,69 (-2,41%)
     
  • NIKKEI

    26.438,14
    -473,06 (-1,76%)
     
  • NASDAQ

    11.922,25
    -13,25 (-0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2317
    +0,0134 (+0,26%)
     

Helicóptero Ingenuity completa um ano de seu 1º voo histórico em Marte

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Há exato um ano, em 19 de abril de 2021, o helicóptero Ingenuity, da NASA, realizava seu primeiro voo em Marte e se tornava a primeira aeronave a rotor a voar em outro planeta. De lá para cá, o helicóptero superou da melhor forma possível sua missão inicial de apenas cinco voos, preparando o caminho para uma nova geração de aeronaves.

A aeronave de apenas 4 kg pousou na cratera Jezero em Marte no dia 18 de fevereiro do ano passado, a bordo do seu parceiro de missão, o rover Perseverance. Dois meses após sua chegada, o Ingenuity realizou seu primeiro voo no Planeta, pairando três metros acima da superfície por 39 segundos.

A pequena aeronava de 4 kg após realizar um voo em Marte, pela cratera Jezero (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech/ASU/MSSS)
A pequena aeronava de 4 kg após realizar um voo em Marte, pela cratera Jezero (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech/ASU/MSSS)

Essa foi a primeira vez que uma aeronave realizou um voo motorizado e controlado em outro planeta. Mais do que isso, o sucesso da primeira decolagem do Ingenuity serviu para mostrar como a exploração aérea de Marte, cuja atmosfera tem cerca de 1% da densidade da atmosfera da Terra, é possível.

Em seus 30 primeiros sóis (nome dado aos dias em Marte, que duram pouco mais de 24 horas terrestres), o Ingenuity completou sua missão inicial ao realizar cinco voos para demonstrar o funcionamento de sua tecnologia. Tamanho foi o sucesso das operações que seu trabalho foi estendido e recentemente o helicóptero completou seu 25º voo.

Ingenuity registrado durante seu voo pela câmera do rover Perseverance (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Ingenuity registrado durante seu voo pela câmera do rover Perseverance (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

Jaakko Karras, que trabalha no Laboratório de Propulsão a Jato (JPL) da NASA e é o engenheiro-chefe responsável pelo Ingenuity, disse que ele e sua equipe não imaginavam que após um ano em Marte o helicóptero ainda estaria trabalhando, acumulando um total de 45 minutos de voo. “É incrível”, acrescentou.

Tecnologia bem demonstrada

Os trabalhos com o helicóptero continuam e o Ingenuity tem superado seus limites. No mais recente voo, que durou 161,3 segundos, a pequena aeronave percorreu 704 metros e atingiu uma velocidade de 5,5 metros por segundo — superando seus recordes anteriores de distância e velocidade.

Além de continuar a testar seus limites, o Ingenuity tem auxiliado o percurso do rover Perseverance pela cratera Jezero (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)
Além de continuar a testar seus limites, o Ingenuity tem auxiliado o percurso do rover Perseverance pela cratera Jezero (Imagem: Reprodução/NASA/JPL-Caltech)

Após concluir sua missão inicial, o Ingenuity também assumiu a tarefa de auxiliar a trajetória do Perseverance até seu destino, um antigo delta de rio na cratera Jezero. Com as imagens aéreas do helicóptero, a equipe responsável pela missão pode traçar o caminho mais seguro para o rover.

Outros aspectos comemorados pela equipe são a longevidade e a adaptabilidade do Ingenuity. O sistema da aeronave foi desenvolvido para lidar apenas com uma superfície plana e relativamente sem perigos, mas o helicóptero tem sobrevoado regiões desafiadoras, como a Séítah, repleta de dunas.

Nos últimos 12 meses terrestres, apenas algumas atualizações foram feitas no software do helicóptero para corrigir falhas pontuais. Com sua boa saúde, o Ingenuity deve continuar realizando seus voos em Marte e oferecendo informações valiosas para novas gerações de aeronaves.

Os engenheiros do JPL já estudam conceitos de sucessores maiores e mais eficientes: helicópteros capazes de explorar Marte de maneira autônoma, percorrendo quilômetros de distância sem depender de um rover para repassar seus dados — como acontece entre o Ingenuity e o Perseverance.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos