Mercado fechará em 4 h 5 min
  • BOVESPA

    108.874,50
    -102,20 (-0,09%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.754,82
    +86,18 (+0,17%)
     
  • PETROLEO CRU

    74,86
    -1,42 (-1,86%)
     
  • OURO

    1.747,50
    -6,50 (-0,37%)
     
  • BTC-USD

    16.239,00
    -300,98 (-1,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,98
    +0,69 (+0,18%)
     
  • S&P500

    4.003,97
    -22,15 (-0,55%)
     
  • DOW JONES

    34.212,16
    -134,87 (-0,39%)
     
  • FTSE

    7.470,62
    -16,05 (-0,21%)
     
  • HANG SENG

    17.297,94
    -275,64 (-1,57%)
     
  • NIKKEI

    28.162,83
    -120,20 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.783,00
    +0,25 (+0,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,6123
    -0,0121 (-0,22%)
     

Headset AR da Apple pode custar o equivalente a até R$ 16 mil

A Apple ainda deve demorar alguns meses para lançar seu primeiro headset de realidade aumentada (AR), mas o produto vem ganhando cada vez mais foco em rumores. Desta vez, o analista Mark Gurman fez comentários em relação ao possível preço do produto.

Headset da Apple deve trazer telas de alta resolução (Imagem: Wccftech)
Headset da Apple deve trazer telas de alta resolução (Imagem: Wccftech)

De acordo com ele, o dispositivo pode custar até US$ 3 mil, equivalentes a cerca de R$ 16 mil em conversão direta. Este valor é mais alto em comparação a rumores anteriores, que indicavam um preço mais próximo dos US$ 2 mil (~R$ 10 mil).

Um dos possíveis motivos para este preço inicial seria a pouca produção dos headsets, que viria em uma primeira leva com quantidades mais modestas. Estima-se que cerca de 700 a 800 mil unidades seriam fabricadas, muito menos que outros produtos da empresa.

Esta diferença pode ser explicada pelo caráter mais nichado do dispositivo, o que levará a uma demanda mais baixa em comparação com os smartphones e tablets da marca, por exemplo.

Portanto, o preço mínimo necessário para obtenção de lucros teria sido colocado em um patamar alto, de acordo com cálculos feitos pela Apple em parceria com a empresa de montagem Pegatron.

Headset AR da Apple deve ter características premium

Produto chegará com preço alto (Imagem: Reprodução/Antonio De Rosa)
Produto chegará com preço alto (Imagem: Reprodução/Antonio De Rosa)

Além disso, o headset deve contar com um conjunto de componentes bastante avançados. Espera-se que ele traga um processador M2, talvez com algumas alterações pontuais em relação ao componente utilizado nos MacBooks — o iPad Pro, por exemplo, traz um M2 menos poderoso por causa de limitações de espaço.

Seu conjunto de desempenho ainda deve ter até 16 GB de RAM, assim como diversos modelos de MacBook. A construção do produto promete trazer telas de resolução 4K, assim como recursos extras para aprimorar a experiência imersiva de visão.

Além das câmeras para integração de conteúdo AR, o produto ainda deve contar com uma série de sensores extras para detecção de movimentos e controle por gestos, entre outras funcionalidades.

A Apple ainda não divulgou uma data para o lançamento de seus primeiros headsets AR, mas já foi dito que a produção em massa deve ser iniciada em março de 2023. Portanto, é provável que ele seja oficializado durante o segundo semestre do ano que vem.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: