Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.259,49
    -831,51 (-0,64%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.579,10
    -329,10 (-0,65%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,54
    -0,61 (-0,85%)
     
  • OURO

    1.819,50
    -41,90 (-2,25%)
     
  • BTC-USD

    38.738,19
    -1.023,59 (-2,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    960,81
    -31,66 (-3,19%)
     
  • S&P500

    4.223,70
    -22,89 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.033,67
    -265,63 (-0,77%)
     
  • FTSE

    7.184,95
    +12,47 (+0,17%)
     
  • HANG SENG

    28.436,84
    -201,66 (-0,70%)
     
  • NIKKEI

    28.960,60
    -330,41 (-1,13%)
     
  • NASDAQ

    13.881,00
    -100,25 (-0,72%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0753
    +0,0133 (+0,22%)
     

HBO Max revela detalhes de plano com preço reduzido e anúncios publicitários

·2 minuto de leitura

Na tentativa de expandir seu público consumidor e conquistar aqueles que não se incomodam em ver intervalos comerciais, o HBO Max deve estrear em breve um novo plano nos Estados Unidos. A partir da primeira semana de junho, consumidores do país vão poder pagar US$ 9.99 (R$ 53 na conversão direta) para testar o novo formato, ao mesmo tempo em que a assinatura convencional de US$ 14.99 (R$ 79) continuará sendo ofertada aos consumidores, que vão poder alternar entre as duas opções livremente.

Quem decidir pagar mais barato não somente vai ter que lidar com anúncios publicitários — cuja frequência não foi compartilhada —, mas também terá uma restrição de acesso. Enquanto todos os conteúdos em catálogo vão poder ser acionados, as estreias dos filmes da Warner Bros programadas para o ano de 2021 ficarão limitadas aos cinemas e à versão mais cara da assinatura.

Imagem: Divulgação/HBO
Imagem: Divulgação/HBO

JP Colaco, Head de Vendas para Anunciantes da Warner Media, afirmou em um comunicado reproduzido pela CBR que a experiência vai trazer a menor carga de propagandas da indústria. Ele acredita que o catálogo do serviço, formado por diversos gêneros e segmentos de audiência, será atraente tanto para assinantes quanto para anunciantes que desejam ocupar o espaço oferecido pela plataforma de streaming.

E no Brasil?

Ainda não está claro se o sistema de assinaturas baseado em anúncios publicitários vai chegar ao Brasil. Embora a estreia do HBO Max esteja confirmada para acontecer por aqui em algum momento de junho, ainda não sabemos qual será o preço cobrado pelo plano convencional — a referência mais próxima disponível atualmente é o HBO Go, que custa R$ 34,99 mensais.

Embora a possibilidade de uma conversão direta nos valores não seja totalmente descartada, isso tornaria o serviço pouco competitivo em relação a outros nomes de peso. No país, o HBO Max vai ter que competir com a Netflix (R$ 21,90 no plano básico), Globoplay (R$ 19,90), Amazon Prime Video (R$ 9,90) e Disney+ (R$ 27,90), além de nomes como Paramount + (R$ 19,90) e o Star+, serviço de conteúdos adultos da Disney que ganha seu lançamento nacional no final de agosto.

O novo plano do HBO Max faz parte de uma ampla reestruturação da WarnerMedia, que atualmente se encontra em um processo bilionário de fusão com a Discovery. Para os próximos dois anos, a plataforma de streaming tem o objetivo ambicioso de trazer 100 produções originais, entre as quais 33 já deram andamento aos trabalhos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos