Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.933,78
    -180,15 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.072,62
    -654,36 (-1,34%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,50
    +0,12 (+0,19%)
     
  • OURO

    1.770,00
    -0,60 (-0,03%)
     
  • BTC-USD

    54.687,83
    -1.393,36 (-2,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.222,23
    -76,73 (-5,91%)
     
  • S&P500

    4.163,26
    -22,21 (-0,53%)
     
  • DOW JONES

    34.077,63
    -123,04 (-0,36%)
     
  • FTSE

    7.000,08
    -19,45 (-0,28%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.212,48
    -472,89 (-1,59%)
     
  • NASDAQ

    13.919,25
    +22,00 (+0,16%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6774
    +0,0017 (+0,03%)
     

HBO Max deve oferecer assinatura mais barata com veiculação de publicidade

Ramon de Souza
·2 minuto de leitura

Ainda indisponível em terras brasileiras (ou seria melhor dizer “IPs brasileiros”?), o HBO Max é, a nível global, uma das plataformas de streaming mais caras da atualidade. Nos Estados Unidos, quem quiser ter o privilégio de assistir aos filmes e seriados do canal televisivo precisa desembolsar US$ 15 por mês — o equivalente a R$ 83 se usarmos a cotação atual do dólar. Só para fins de comparação, uma assinatura da Netflix custa a partir de R$ 21,90; o recém-lançado Disney+ sai por R$ 27,90.

Porém, de acordo com informações exclusivas do site Android Authority, esse panorama está prestes a mudar. De acordo com a publicação, a diretoria do HBO Max está estudando a criação de um “tier” mais acessível, cuja assinatura será mais barata — em contrapartida, mesmo pagando mensalmente, o usuário receberá alguns anúncios publicitários durante sua experiência com a plataforma. Isso seria algo inédito no mercado; geralmente, tiers suportados por propaganda são completamente gratuitos.

Procurada pelo Android Authority, a operadora estadunidense AT&T (parceira da HBO para o Max) se recusou a dar mais informações sobre o boato. Quanto custará o tal plano? Que tipos de anúncios serão exibidos (da própria HBO ou de terceiros)? Eles serão reproduzidos antes, durante ou depois de o conteúdo ser reproduzido (ou ainda ao longo da interface da plataforma, na forma de banners publicitários)? Todas essas perguntas seguem sem resposta até o momento.

A única coisa que nós sabemos é que tal pacote mais barato deve ser lançado até o mês de junho. Vale a pena ressaltar que o lançamento do HBO Max no Brasil está marcado também para junho, embora não haja uma data específica confirmada; além do nosso país, o serviço passará a operar em mais 38 locais da América Latina.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: