Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.707,76
    +195,38 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.734,04
    -67,64 (-0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,86
    -0,25 (-0,28%)
     
  • OURO

    1.781,50
    +4,80 (+0,27%)
     
  • BTC-USD

    23.443,88
    -566,64 (-2,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    557,54
    -15,28 (-2,67%)
     
  • S&P500

    4.274,04
    -31,16 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    33.980,32
    -171,69 (-0,50%)
     
  • FTSE

    7.515,75
    -20,31 (-0,27%)
     
  • HANG SENG

    19.922,45
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    28.918,39
    -304,38 (-1,04%)
     
  • NASDAQ

    13.475,00
    -18,25 (-0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2651
    +0,0059 (+0,11%)
     

Havan é processada por vender roupas com rosto de influenciadora

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
A influenciadora digital Andreza Siltos
A influenciadora digital Andreza Siltos

A rede de lojas Havan, propriedade do empresário Luciano Hang, está sendo processada na Justiça pela influenciadora digital Andreza Siltos, de Salvador, que acusa a Havan de vender roupas com estampas que usam o seu rosto sem autorização. O processo foi publicado no Diário de Justiça da Bahia, e seus autos obtidos pela reportagem do UOL.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

No processo, Andreza pede que a Havan pare de vender as roupas com o rosto dela estampado, e a indenize por danos morais e materiais. Ela afirma não querer sua imagem associada a uma empresa ligada a atos que ela “repudia”.

Leia também

A Havan afirmou à reportagem do UOL que não iria se pronunciar sobre o caso.

Ainda de acordo com os autos, a defesa de Andreza afirma que a rede de lojas chegou a ser notificada sobre o uso indevido da imagem da influenciadora, mas se negou a interromper a comercialização das peças de roupa.

Andreza Siltos é uma blogueira de beleza e maquiagem, e soma mais de 240 mil seguidores em diferentes redes sociais. Ela teria ficado sabendo que seu rosto estampava roupas da Havan por meio desses mesmos seguidores, que a alertaram sobre o uso indevido da sua imagem.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos