Mercado abrirá em 50 mins
  • BOVESPA

    108.013,47
    +1.345,81 (+1,26%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.823,23
    -408,97 (-0,77%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,72
    -0,24 (-0,28%)
     
  • OURO

    1.837,30
    -5,90 (-0,32%)
     
  • BTC-USD

    42.178,04
    +389,92 (+0,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.001,59
    +6,84 (+0,69%)
     
  • S&P500

    4.532,76
    -44,35 (-0,97%)
     
  • DOW JONES

    35.028,65
    -339,82 (-0,96%)
     
  • FTSE

    7.581,26
    -8,40 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    24.952,35
    +824,50 (+3,42%)
     
  • NIKKEI

    27.772,93
    +305,70 (+1,11%)
     
  • NASDAQ

    15.148,25
    +114,75 (+0,76%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1679
    +0,0005 (+0,01%)
     

Harry Potter | Jon Stewart aponta estereotipação antissemita dos goblins

·3 min de leitura

Embora Harry Potter seja uma franquia muito amada na cultura pop, ultimamente tem sido bastante associada a controvérsias, muitas delas relacionadas à autora J.K. Rowling. As polêmicas envolvendo os comentários da escritora no Twitter desde 2019 acabaram causando sua ausência no especial De Volta a Hogwarts, e agora outra discussão veio à tona, envolvendo o universo mágico criado nos livros e adaptado para os cinemas.

Jon Stewart, apresentador principal do programa The Daily Show até 2005, declarou durante seu podcast que ficou impressionado com a representação dos globins do banco Gringott's em Harry Potter e a Pedra Filosofal. Judeu, o comediante disse reconhecer semelhanças visuais com uma imagem retratada no texto anti-semita Os Protocolos dos Sábios de Sião, escrito no século XX que reforçou estereótipos do judaísmo com riqueza e ganância.

Cena de Harry Potter e a Pedra Filosofal (Imagem: Reprodução / <a class="link rapid-noclick-resp" href="https://canaltech.com.br/empresa/warner-bros/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:Warner Bros">Warner Bros</a>.)
Cena de Harry Potter e a Pedra Filosofal (Imagem: Reprodução / Warner Bros.)

Conversando com as pessoas, o que eu digo é: 'Você já viu um filme de Harry Potter?' E todas as pessoas ficam tipo, 'Ahhh, eu amo os filmes de Harry Potter!', aí pergunto, 'Você já viu as cenas no banco de Gringott's? E eles ficam tipo, 'Ahhh eu amo as cenas no banco de Gringotts', e tipo, 'Você sabe o que são essas pessoas que dirigem o banco?' E eles ficam tipo, 'O quê?' 'Judeus! Deixe-me mostrar isso, é de Os Protocolos dos Sábios de Sião, só quero mostrar uma caricatura.' E eles ficam tipo, 'Oh, olhe para isso, isso é de Harry Potter', e você, 'Não, isso é uma caricatura de um judeu de uma obra anti-semita da literatura.' então, JK Rowling estava tipo, 'Podemos colocar esses caras para administrar nosso banco?'

O comediante declarou que esperava uma reação da multidão em seu cinema quando os globins banqueiros apareceram pela primeira vez no filme, mas observou que as pessoas tendem a ignorar ou apenas aceitar essa estereotipação. Stewart utiliza Harry Potter como um exemplo ao ilustrar a falta de progresso social feito em relação ao anti-semitismo em obras fictícias, sobretudo na cultura pop.

Cena de Harry Potter e a Pedra Filosofal, quando Hagrid e Harry entram no banco Gringrotts pela primeira vez (Imagem: Reprodução / Warner Bros.)
Cena de Harry Potter e a Pedra Filosofal, quando Hagrid e Harry entram no banco Gringrotts pela primeira vez (Imagem: Reprodução / Warner Bros.)

Stewart responde a mídia

Apesar de seu podcast ter sido publicado no dia 16 de dezembro, foi somente após o especial de Harry Potter ir ao ar na HBO Max que a discussão levantada por Stewart ganhou mais repercussão. Com os desdobramentos da mídia, o comediante precisou ir ao Twitter para se defender de uma manchete publicada no jornal Newsweek, que dizia que o ex-apresentador acusava J.K. Rowling de ser anti-semita.

"Não, não acusei", respondeu o comediante. Stewart ainda precisou levar suas declarações adiante em um vídeo publicado em suas redes sociais, onde diz abertamente que "eu não acusei J.K. Rowling de ser antissemita; eu não acho que os filmes de Harry Potter sejam antissemita [...] eu não quero que a J.K. responda as minhas declarações, eu não quero que os filmes sejam censurados". A resposta foi dada diretamente ao jornal Newsweek.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos