Mercado fechado
  • BOVESPA

    117.380,49
    -948,51 (-0,80%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.694,10
    +10,55 (+0,02%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,30
    +0,03 (+0,06%)
     
  • OURO

    1.856,50
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    33.929,57
    +482,32 (+1,44%)
     
  • CMC Crypto 200

    683,60
    +6,70 (+0,99%)
     
  • S&P500

    3.826,06
    -15,41 (-0,40%)
     
  • DOW JONES

    30.789,56
    -207,42 (-0,67%)
     
  • FTSE

    6.638,85
    -56,22 (-0,84%)
     
  • HANG SENG

    30.159,01
    +711,16 (+2,41%)
     
  • NIKKEI

    28.822,29
    +190,84 (+0,67%)
     
  • NASDAQ

    13.369,00
    +7,50 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6375
    -0,0145 (-0,22%)
     

HarmomyOS é mais completo que Android e iOS, garante Huawei

Diego Sousa
·1 minuto de leitura

O presidente de Negócios de Software da Huawei, Wang Chenglu, afirmou nesta terça-feira (12), em discurso de abertura no evento 2020 Science and Technology List na China, que o HarmonyOS não é uma cópia do Android ou do iOS. O sistema operacional próprio da marca foi desenvolvido com o objetivo de "enfrentar a era do IoT (Internet das Coisas)", revelou.

O HarmonyOS começou a ser desenvolvido em maio de 2016. No entanto, as informações sobre o sistema operacional começaram a surgir logo após as primeiras sanções dos Estados Unidos contra a Huawei, em meados de 2019, que bloquearam o acesso da chinesa ao Android e aos serviços do Google. Isso levou a acreditar-se de que o SO era uma resposta às sanções.

"O desenvolvimento real do sistema começou em maio de 2016, quando a Huawei estava pensando no futuro da indústria dos smartphones", explicou. "O surgimento do sistema em si não era para ser uma resposta às sanções dos EUA e nem para ser uma cópia do Android nem do iOS, mas sim um sistema operacional panorâmico para enfrentar o futuro da era IoT", continuou.

Na teoria, a proposta do HarmonyOS é diferente das de Android e iOS, que são focados exclusivamente em celulares.

A Huawei revelou que pretende equipar no mínimo 200 milhões de dispositivos com HarmonyOS em 2021, mas espera resultados bem maiores. A versão para testes do sistema operacional foi lançada para desenvolvedores em dezembro do ano passado e deve chegar a mais de 40 dispositivos, incluindo smartphones e tablets de Huawei e Honor. Atualmente, o sistema Harmony OS já funciona em computadores, relógios inteligentes, carros elétricos e terminais domésticos automatizados.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: