Mercado fechado

Harker se diz pronto para desacelerar altas de juros do Fed para 0,25 p.p

Por Michael S. Derby

NOVA YORK (Reuters) - O presidente do Federal Reserve da Filadélfia, Patrick Harker, disse nesta quinta-feira que, embora o banco central norte-americano precise elevar os juros ainda mais para conter a inflação, deverá poder fazê-lo em um ritmo muito mais lento em comparação com as altas do ano passado.

“Espero que aumentemos os juros mais algumas vezes este ano, embora, na minha opinião, os dias em que subíamos 75 pontos-base por vez certamente passaram”, disse Harker no texto de um discurso. “Na minha opinião, aumentos de 25 pontos serão apropriados daqui para frente”.

Assim que o Fed chegar a um ponto de parada para aumentos dos juros, Harker disse que a taxa deve permanecer alta por um tempo.

“Em algum momento deste ano, espero que a taxa de juros seja restritiva o suficiente para segurarmos os juros a fim de permitir que a política monetária faça seu trabalho”, disse a autoridade.

Harker será um membro votante do Comitê Federal de Mercado Aberto, que estabelece os juros, este ano. Em 2022, o Fed elevou os juros em um ritmo historicamente agressivo e aumentou sua taxa de juros de níveis próximos de zero para entre 4,25% e 4,5% na reunião de dezembro.

Harker, em seu discurso, estava otimista sobre a capacidade da economia de navegar pelas ações do Fed. A atividade geral em 2023 “será modesta, mas não estou prevendo uma recessão”, disse a autoridade, observando que espera ver o Produto Interno Bruto crescer 1% este ano.

“O que é encorajador é que, mesmo quando estamos elevando os juros e vendo alguns sinais de que a inflação está esfriando, a economia nacional permanece relativamente saudável no geral”, disse Harker.

(Reportagem de Michael S. Derby)