Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.042,48
    -76,52 (-0,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    41.905,06
    +36,24 (+0,09%)
     
  • PETROLEO CRU

    42,17
    +0,43 (+1,03%)
     
  • OURO

    1.869,60
    +8,10 (+0,44%)
     
  • BTC-USD

    18.354,78
    -99,97 (-0,54%)
     
  • CMC Crypto 200

    362,91
    +1,49 (+0,41%)
     
  • S&P500

    3.570,06
    +12,52 (+0,35%)
     
  • DOW JONES

    29.525,65
    +262,17 (+0,90%)
     
  • FTSE

    6.351,45
    +17,10 (+0,27%)
     
  • HANG SENG

    26.451,54
    +94,54 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    25.527,37
    -106,93 (-0,42%)
     
  • NASDAQ

    11.908,00
    -79,25 (-0,66%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3799
    +0,0727 (+1,15%)
     

Harker, do Fed, diz que economia dos EUA não retornará ao que era rapidamente

Por Jonnelle Marte
·1 minuto de leitura

Por Jonnelle Marte

(Reuters) - A pandemia exacerbou a desigualdade e acelerou a automação, e levará tempo para a economia dos Estados Unidos retornar aos níveis anteriores, disse nesta sexta-feira o presidente do Federal Reserve da Filadélfia, Patrick Harker.

Alguns trabalhadores precisarão da ajuda de programas de reciclagem antes que haja uma recuperação completa, disse Harker durante entrevista previamente gravada pela Bloomberg News que foi ao ar nesta sexta-feira.

"Não vamos simplesmente voltar à economia anterior", disse Harker. "Eu acho que isso não é realista."

Harker repetiu sua opinião de que alguns trabalhadores de baixa renda precisarão de ajuda com treinamento para empregos com melhor remuneração. As contratações em alguns setores, incluindo varejo, não devem retornar totalmente aos níveis anteriores, agora que algumas empresas estão confiando mais em tecnologia, disse ele.

Mulheres e minorias em particular precisam de ajuda para entrar na classe média --mudança que pode levar a um crescimento econômico mais amplo, disse Harker. "Não é apenas a coisa certa a se fazer moralmente", disse ele. "Todos nós nos beneficiamos."