Mercado abrirá em 2 h 47 min

Hamilton se diz surpreso pela escolha de Petrov como comissário da F1 no GP de Portugal

Jonathan Noble
·3 minuto de leitura

Lewis Hamilton diz que não entende por que a FIA escolheu Vitaly Petrov como comissário convidado da Fórmula 1 neste fim de semana, após recentes comentários polêmicos que o russo fez.

Embora a F1 e a FIA tenham exaltado a mensagem antirracismo este ano, Petrov disse em entrevista recente que não apoiava os protestos de joelhos antes das corridas.

Leia também:

Ex-F1, Petrov detona Hamilton por camiseta antirracista: "Foi demais" Hamilton lamenta saída da Honda e reforça importância de um esporte tecnológico e sustentável Wolff: pilotos da F1 que criticam Hamilton deveriam olhar para si próprios

“Honestamente, não entendo a cerimônia de ajoelhamento", disse Petrov em entrevista ao novo site de esportes da Rússia, Championat.com.

“De acordo com nossas tradições, as pessoas se ajoelham apenas em duas ocasiões - em um templo, diante de Deus, e quando você pede sua namorada em casamento.”

“Com esse gesto, eles estão tentando chamar a atenção para a luta contra o racismo. A Rússia tem uma mentalidade diferente, e não temos esse problema de que Hamilton fala.”

“Deve haver respeito por todas as pessoas, mas acho que então é preciso pensar tudo de forma mais global, para criar algum tipo de organização.”

Petrov acrescentou que não ficou impressionado com o fato de Hamilton usar uma camiseta da Breonna Taylor em Mugello, o que levou à proibição de pilotos fazerem façanhas semelhantes nas corridas subsequentes.

"Acho que metade do público não entendeu nada do que tratava essa camisa até que foi explicado", acrescentou Petrov. "E se um dos pilotos dizer que é gay e sair com uma bandeira do arco-íris e pedir a todos que se tornem gays? Pode haver muitos exemplos."

Após a escolha de Petrov como comissário, Hamilton disse que ficou perplexo quanto ao motivo de ter sido escolhido.

"Eu diria que é uma surpresa ver que eles contratariam alguém que tem essas crenças e fala tão abertamente sobre coisas contra as quais estamos tentando lutar", disse Hamilton. "Então, você deveria conversar com eles, não há nada que eu possa fazer sobre isso.”

“Mas devemos definitivamente incluir pessoas aqui que entendem os tempos em que vivemos e são sensíveis aos assuntos que nos rodeiam.”

"Eu realmente não entendo qual é o objetivo deles ou por que ele está aqui em particular. Não é como se eles não tivessem outras boas opções."

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Neste fim de semana, a F1 visita Portimão, para o GP de Portugal. E em uma prova onde adaptação é essencial, a Mercedes e Hamilton podem respirar aliviados: o piloto ou a equipe venceram a edição inaugural das quatro últimas provas novas. Ele venceu em Mugello, Sochi e Austin. Já Rosberg venceu em Baku. Parece uma aposta certa não? Quer saber mais? Confira o ThePlayer.com e não perca nada!

Raio-X de Hamilton: veja a metamorfose e as histórias inéditas do maior piloto da F1 na atualidade

PODCAST: O mercado da F1 para 2021 e os 30 anos do bicampeonato de Senna

Your browser does not support the audio element.