Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.316,16
    -1.861,39 (-1,63%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.774,91
    -389,10 (-0,71%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,38
    -1,63 (-2,01%)
     
  • OURO

    1.943,90
    -2,80 (-0,14%)
     
  • BTC-USD

    23.048,85
    -183,08 (-0,79%)
     
  • CMC Crypto 200

    526,66
    +9,65 (+1,87%)
     
  • S&P500

    4.070,56
    +10,13 (+0,25%)
     
  • DOW JONES

    33.978,08
    +28,67 (+0,08%)
     
  • FTSE

    7.765,15
    +4,04 (+0,05%)
     
  • HANG SENG

    22.688,90
    +122,12 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    27.382,56
    +19,81 (+0,07%)
     
  • NASDAQ

    12.221,00
    +114,25 (+0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5462
    +0,0265 (+0,48%)
     

Haddad quer discutir reformas tributária e fiscal com Congresso a partir de abril

Ministro da Fazenda, Fernando Haddad

BRASÍLIA (Reuters) - O governo pretende começar a discutir as reformas tributária e fiscal com o Congresso a partir de abril, disse nesta terça-feira o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, argumentando que é necessário aguardar a posse dos novos parlamentares em fevereiro e a formação de bancadas e comissões temáticas no Legislativo.

Em entrevista ao portal Brasil 247, Haddad ponderou que as medidas podem ser apresentadas antes, ainda no primeiro trimestre.

Segundo ele, o governo deve começar a reforma tributária com a análise dos impostos indiretos, que incidem sobre o consumo, e depois partir para as cobranças diretas, como o Imposto de Renda.

(Por Bernardo Caram)