Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.499,79
    -115,11 (-0,27%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Hackers roubam US$ 97 milhões de bolsa japonesa de criptomoedas

·1 minuto de leitura

A plataforma japonesa de negociação de criptomoedas Liquid tentava recuperar nesta sexta-feira 97 milhões de dólares de ativos roubados durante o segundo grande assalto cometido por hackers nos últimos dias.

 A empresa com sede em Tóquio afirmou na quinta-feira em um comunicado que havia "detectado um acesso não autorizado a algumas das carteiras de criptomoedas administradas pela Liquid".

Leia também:

 De acordo com a Elliptic, empresa com sede em Londres que ajuda a rastrear criptomoedas roubadas, "pouco mais de 97 milhões de dólares em criptomoedas foram recebidos em contas identificadas pela Liquid como pertencentes ao ladrão".

 "Nossos investigadores estão ajudando a Liquid a rastrear os recursos roubados", afirmou Elliptic.

 O ataque aconteceu depois que um hacker roubou na semana passada 600 milhões de dólares em criptomoedas da plataforma financeira descentralizada Poly Network, antes de devolver progressivamente o dinheiro, alegando que executou o roubo para demonstrar uma falha de segurança.

 A Liquid informou que suspendeu os saques de criptomoedas enquanto avalia o impacto do ataque. Mas as transações continuam.

 A popularidade das criptomoedas disparou nos últimos anos, apesar de sua volatilidade e das preocupações sobre o impacto ambiental.

 Bitcoin, ethereum e outras moedas digitais utilizam uma tecnologia chamada blockchain, que garante que cada transação fique registrada.

 Os ladrões que tentam roubar as criptomoedas geralmente movimentam recursos através de muitas contas em uma velocidade vertiginosa, às vezes com centenas de milhares de transações, com o objetivo de apagar suas marcas.

 Mas os principais nomes da indústria aperfeiçoaram a capacidade de identificar e bloquear as criptomoedas roubadas.

 A Liquid informou que uma quantia em ethereum equivalente a 16,3 milhões de dólares já havia sido congelada, graças à ajuda da comunidade criptográfica e de outras bolsas de negociação".

 kjl/lth/cco/nth/msr/mis/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos