Mercado fechado

Hackers que invadiram agências de governo dos EUA estudaram código-fonte da Microsoft

Joseph Menn
·1 minuto de leitura

Por Joseph Menn

SÃO FRANCISCO, Estados Unidos (Reuters) - Os hackers que estão por trás da maior invasão a sistemas de agências do governo dos Estados Unidos dos últimos anos conseguiram acesso a um código-fonte secreto da Microsoft dedicado a um protocolo de autenticação de usuários.

A Microsoft afirmou nesta quinta-feira que sua investigação interna descobriu que os hackers estudaram partes do código-fonte que contém instruções para programas de autenticação e identidade da plataforma de computação em nuvem Azure, da empresa. O código também envolve programas de email Exchange e sistema para administração de dispositivos móveis Intune.

Parte do código foi alvo de download, afirmou a companhia, o que pode ter permitido aos hackers mais liberdade para avaliação de vulnerabilidades de segurança, produção de cópias com novas falhas ou exame da lógica para exploração dos sistemas.

Autoridades dos EUA disseram na quarta-feira que os hackers acessaram nove agências federais do país e 100 companhias, incluindo grandes fornecedores de tecnologia e segurança. As autoridades também afirmaram que o governo russo provavelmente está por trás do ataque, algo que Moscou nega.