Mercado fechado
  • BOVESPA

    129.264,96
    +859,61 (+0,67%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.315,69
    -3,88 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,51
    +1,87 (+2,61%)
     
  • OURO

    1.783,50
    +0,60 (+0,03%)
     
  • BTC-USD

    31.627,35
    -3.970,34 (-11,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    765,26
    -85,09 (-10,01%)
     
  • S&P500

    4.224,79
    +58,34 (+1,40%)
     
  • DOW JONES

    33.876,97
    +586,89 (+1,76%)
     
  • FTSE

    7.062,29
    +44,82 (+0,64%)
     
  • HANG SENG

    28.489,00
    -312,27 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    28.010,93
    -953,15 (-3,29%)
     
  • NASDAQ

    14.137,50
    +102,50 (+0,73%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9753
    -0,0608 (-1,01%)
     

Hackers ligados à Rússia por trás de ataque contra JBS: Fontes

·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- Um notório grupo de hackers ligado à Rússia estaria por trás do ataque cibernético contra a JBS, de acordo com quatro pessoas a par do ocorrido que não foram autorizadas a falar publicamente sobre o assunto. O grupo de hackers atende pelo nome de REvil ou Sodinokibi.

Embora não esteja claro se todos os hackers do REvil operam na Rússia, a figura pública do grupo, um usuário chamado “Unknown” que participa do fórum XSS de crimes cibernéticos da dark web, publica exclusivamente em russo. O REvil normalmente usa um blog na dark web chamado “Happy Blog” para nomear as vítimas quando elas se recusam a se envolver em negociações de resgate. O REvil ainda não postou um item no blog dedicado à JBS.

A empresa disse na terça-feira que fez “progresso significativo” para resolver o ataque cibernético que afetou as operações nesta semana de suas processadoras de carne na América do Norte e na Austrália, e que as operações serão retomadas na “grande maioria” de suas unidades na quarta-feira.

A JBS, que controla a JBS USA e a Pilgrim’s Pride, disse em comunicado por e-mail que algumas das processadoras de suínos, aves e alimentos preparados da empresa estavam operacionais e que a unidade de carne bovina no Canadá havia retomado a produção.

No início deste ano, o REvil assumiu a autoria do ataque cibernético contra a fornecedora de hardware taiwanesa Quanta Computer e, no processo, publicou projetos secretos de novos dispositivos da Apple. No ano passado, o REvil executou um ataque de ransomware contra um escritório de advocacia que teria representado alguns projetos de TV de Donald Trump.

Em 2019, o grupo também atacou um grupo de funcionários eleitorais do estado de Luisiana uma semana antes do dia das eleições.

O Departamento de Agricultura dos EUA disse em comunicado na noite de terça-feira que “continua a trabalhar em estreita colaboração com a Casa Branca, com o Departamento de Segurança Interna, com a JBS USA e outros para monitorar esta situação de perto e oferecer ajuda e assistência para mitigar quaisquer possíveis questões de oferta ou preço”.

Ransomware é um tipo de malware que bloqueia o acesso das vítimas às suas redes de computadores. Os cibercriminosos também costumam usar ransomware para roubar dados. Os hackers então pedem um pagamento para desbloquear os arquivos e prometem não vazar dados roubados.

Nos últimos anos, hackers visaram vítimas com apólices de seguro cibernético e enormes volumes de dados confidenciais de consumidores que os tornam mais propensos a pagar um resgate, de acordo com especialistas em segurança cibernética.

More stories like this are available on bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos