Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.427,14
    -60,15 (-0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Hackers invadem satélite desativado para transmitir filmes

Hackers invadem satélite desativado para transmitir filmes (Foto: Getty Images)
Hackers invadem satélite desativado para transmitir filmes (Foto: Getty Images)
  • A façanha foi demonstrada pelo coletivo de hackers Shadytel na conferência de hackers Def Con em Las Vegas;

  • O grupo usou um equipamento de R$ 1.500 chamado Hack RF para se conectar ao satélite canadense;

  • Foram transmitidos filmes clássicos de hackers como Jogos de Guerra.

Um satélite desativado foi invadido por hackers, que usaram o dispositivo para transmitir filmes. A façanha foi demonstrada pelo coletivo de hackers Shadytel na conferência de hackers Def Con em Las Vegas no fim de semana. O grupo usou um equipamento de R$ 1.500 chamado Hack RF para se conectar ao satélite canadense Anik F1R, que era operado pela Telesat Canadá antes de se tornar extinto.

Com acesso a uma instalação de uplink abandonada, os hackers decidiram “brincar” com o satélite, que está atualmente em órbita geoestacionária a cerca de 35.786 km (22.236 milhas) acima da Terra.

“ Os satélites basicamente refletem qualquer sinal enviado a eles”, explicou Karl Koscher, membro da Shadytel, durante uma apresentação na Def Con, relatada pela Motherboard .

“Se você estiver alto o suficiente, e se houver outro usuário naquele transponder, você terá que gritar mais alto do que eles, mas se não houver ninguém lá, [o satélite] apenas repetirá.”

O grupo usou o Anik F1R para transmitir filmes clássicos de hackers como WarGames, além de configurar um link de conferência por telefone. O satélite foi desativado em 2020 e foi programado para entrar na chamada “órbita de cemitério” antes de ser sequestrado.

Um hack separado nos satélites Starlink foi apresentado na conferência de hackers, com um pesquisador de segurança da Bélgica capaz de obter acesso à rede de internet espacial da SpaceX usando uma placa de circuito artesanal.

Nenhum dano foi causado à rede Starlink ou ao satélite desativado, embora hacks maliciosos em satélites possam ser devastadores.

No início deste ano, hackers russos atacaram a empresa de satélites americana Viasat com um malware destrutivo que apagou todos os dados do sistema. Poucas horas depois, tropas russas invadiram a Ucrânia sob um apagão parcial de comunicações, já que os militares ucranianos contavam com os serviços da Viasat para controlar suas forças armadas.