Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.282,28
    +2.032,55 (+1,84%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.338,34
    +510,21 (+1,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,31
    +0,08 (+0,11%)
     
  • OURO

    1.761,90
    -16,90 (-0,95%)
     
  • BTC-USD

    43.588,98
    +1.479,45 (+3,51%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.094,34
    +53,86 (+5,18%)
     
  • S&P500

    4.395,64
    +41,45 (+0,95%)
     
  • DOW JONES

    34.258,32
    +338,48 (+1,00%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.582,68
    +361,14 (+1,49%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.201,50
    +38,00 (+0,25%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2070
    -0,0018 (-0,03%)
     

Hacker engana Apple e rouba criptomoedas de 40 pessoas

·3 minuto de leitura
Bitcoin e símbolo da Apple criptomoedas
Bitcoin e símbolo da Apple criptomoedas

Um morador da Califórnia nos Estados Unidos foi investigado pelo FBI por acusações de cometer ataques hackers após enganar a Apple e várias pessoas para roubar criptomoedas.

A acusação foi feita no dia 26 de agosto de 2021, mas publicada pelo Departamento de Justiça dos Estados Unidos (DOJ) apenas nesta segunda-feira (13).

Leia também:

O jovem hacker de apenas 21 anos, chamado Richard Yuan Li, agora enfrentará quatro acusações, como fraude eletrônica, extorsão, roubo de identidade agravado e golpe de SIM Swap. Entre as vítimas dos jovem estaria até um médico da área de Nova Orleans.

Os golpes de SIM Swap são conhecidos no mercado de crimes cibernéticos como um dos piores da atualidade, que segundo a justiça dos EUA pode até usurpar criptomoedas das vítimas.

“Um golpe de troca de SIM é uma fraude de controle de conta de telefone celular que resulta no roteamento de chamadas recebidas e mensagens de texto da vítima para um telefone diferente. Assim que o perpetrador conseguir trocar o cartão SIM, é provável que consiga obter acesso às várias contas pessoais da vítima, incluindo contas de e-mail, contas bancárias e contas de criptomoeda, bem como quaisquer outras contas que usem autenticação de dois fatores”

Jovem hacker enganou até a Apple para “ganhar” um iPhone 8 que foi utilizado para roubar criptomoedas de 40 pessoas

Para cometer o sofisticado crime financeiro, o jovem LI começou seu golpe contra a Apple, grande empresa dos Estados Unidos que fabrica smartphones e notebooks. O caso contra a companhia aconteceu em janeiro de 2018, quando ele e um amigo entraram em contato para obter um aparelho iPhone 8, que teria sido adquirido, mas não entregue.

Assim, o operador da Apple acreditou e enviou um novo aparelho para eles, que foi a ferramenta utilizada para atacar outras vítimas.

Após tomar posse do iPhone 8, o hacker e seus cúmplices fizeram o registro do aparelho com o nome de um parente próximo. Em seguida eles providenciaram números de telefone das vítimas, que eram inseridos no aparelho conseguido via fraude.

A justiça dos Estados Unidos informou que o jovem e seus cúmplices roubaram uma parte significativa de criptomoedas das vítimas. Como parte do esquema, eles ainda ligavam para as pessoas exigindo o pagamento de resgates de modo a evitar o vazamento de informações pessoais.

Entre julho e dezembro de 2018 a dupla fez pelo menos 40 ativações de números de telefones diferentes no aparelho Apple iPhone 8.

O jovem agora enfrentará no tribunal as acusações pelos quatro crimes e pode pegar uma pena máxima de 20 anos de prisão somada. Além disso, ele deverá pagar uma multa de US$ 250.000,00 deverá ter três anos de liberdade supervisionada após a prisão e uma avaliação especial obrigatória de US$ 100,00 por acusação.

O FBI foi o responsável deu o trabalho de investigação que culminou nessa acusação. O promotor dos Estados Unidos Duane Evans elogiou o trabalho das autoridades e está acompanhando o caso.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos