Mercado fechado
  • BOVESPA

    107.557,67
    +698,80 (+0,65%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.918,28
    +312,72 (+0,62%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,82
    -0,23 (-0,32%)
     
  • OURO

    1.786,30
    +1,60 (+0,09%)
     
  • BTC-USD

    50.512,04
    -163,07 (-0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.308,39
    -12,89 (-0,98%)
     
  • S&P500

    4.686,75
    +95,08 (+2,07%)
     
  • DOW JONES

    35.719,43
    +492,40 (+1,40%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    16.339,50
    +21,50 (+0,13%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3433
    +0,0036 (+0,06%)
     

Hacker confessa ter roubado nudes da nuvem da Apple

·2 min de leitura
Um homem de 40 anos admitiu seu papel em uma conspiração para invadir as bibliotecas privadas de fotos digitais de clientes da Apple para localizar e roubar imagens sexualmente explícitas. (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
  • Homem de 40 anos invadiu bibliotecas de imagens e roubou as fotos privadas

  • Hao Kuo Chi conseguiu acesso a mais de 300 contas do iCloud

  • Hacker fingia ser funcionário da Apple e ‘ajudava’ pessoas a recuperar o acesso

Um homem de 40 anos admitiu seu papel em uma conspiração para invadir as bibliotecas privadas de fotos digitais de clientes da Apple para localizar e roubar imagens sexualmente explícitas.

Leia também

Hao Kuo Chi, um residente da cidade de La Puenta, no condado de Los Angeles, se confessou culpado de acusações de fraude de computador e conspiração. De acordo com documentos apresentados a um tribunal em Tampa, Flórida, Chi conspirou com outros indivíduos desconhecidos para obter acesso não autorizado às contas do Apple iCloud de centenas de indivíduos nos Estados Unidos.

Em um esquema que durou anos, Chi comercializou seus serviços como hacker online em fóruns clandestinos. Usando o identificador “icloudripper4you”, Chi anunciou que conseguiu invadir contas do iCloud e retirar seu conteúdo.

Durante a conspiração, Chi conseguiu acesso a mais de 300 contas do iCloud se passando por funcionários da Apple. Para mascarar sua identidade, o hacker criou contas de e-mail falsas que pareciam pertencer a representantes de suporte ao cliente da Apple.

"Chi criou contas de e-mail com o objetivo de se passar por representantes de suporte ao cliente da Apple, e os conspiradores de Chi enviaram IDs da Apple e senhas de vítimas inocentes para essas contas de e-mail", disse o Ministério Público do Distrito Central da Flórida em um comunicado divulgado em 15 de outubro.

Hacker confessou ter roubado as imagens e compartilhado com ‘parceiros’

Depois de invadir a conta iCloud de uma vítima, Chi procurava especificamente por imagens nas quais uma mulher era retratada parcialmente vestida ou nua. "Chi e seus conspiradores procuraram especificamente fotos e vídeos de mulheres jovens nuas, que os conspiradores chamam de 'vitórias'", disse o Ministério Público do Distrito Central da Flórida.

Chi compartilhou e trocou essas imagens com seus conspiradores, usando um serviço de e-mail criptografado de ponta a ponta baseado no exterior. O hacker também admitiu que manteve centenas de milhares de imagens roubadas para sua coleção pessoal e manteve um terabyte de armazenamento em nuvem para essa finalidade.

A data ainda não foi definida para a sentença de Chi. Se for condenado por ambas as acusações, o ciber criminoso confesso pode ser condenado a passar no máximo 20 anos preso em uma prisão federal, sem possibilidade de liberdade condicional.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos