Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.877,70
    -53,10 (-2,75%)
     
  • BTC-USD

    22.976,24
    -451,19 (-1,93%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

Hackathon SAS | Maratona hacker abre inscrições para desafios com uso de dados

O SAS, líder analytics, abriu as inscrições para o Hackathon SAS 2023. A empresa busca por grandes ideias, de especialistas e novatos em big data para desenvolver soluções que poderão ser levadas ao mercado ou implementadas em suas organizações. O programa inclui desenvolvedores, estudantes, startups, clientes e parceiros SAS — oferecendo inspiração e experiência prática, tanto para os iniciantes quanto para quem quer atualizar suas habilidades.

Einar Halvorsen, diretor principal sênior do programa no SAS, convida cientistas de dados e entusiastas a olharem para os maiores desafios de sua indústria e do seu bairro. "Como vocês usariam a tecnologia SAS, ferramentas em código aberto e dados para ‘hackear’ uma solução que melhore seu mundo?", questiona.

Segundo a Dataversity, apenas 21% dos jovens entre 16 e 24 anos são alfabetizados em dados, sendo que apenas 24% da força de trabalho global se considera “completamente” alfabetizada em dados. Na edição de 2022, o evento contou com 1.300 pessoas de 75 países, formando mais de 50 equipes que apresentaram seus casos.

Segundo Peter Lundqvist, diretor principal do programa no SAS, as equipes terão um mentor SAS, acesso livre à suite de software líder e um mês para "acelerar sua visão". Os participantes também terão acesso a meios de capacitação, incluindo laboratórios virtuais de aprendizado, treinamentos e muito mais.

Soluções da última Hackathon SAS

Os participantes da última edição usaram a SAS Viya, plataforma de inteligência artificial (IA), analítica e de gerenciamento de dados, combinado com linguagem natural, machine learning, modelagem avançada, entre outros recursos, para alcançar os seguintes resultados:

  • Equipe LangTech: O time de cientistas de dados camaroneses documentaram quatro das línguas indígenas de Camarões, preservando seu legado cultural e possibilitando melhores serviços locais e maior participação na conversa nacional;

  • Equipe War on Cancer: Durante a Hackathon SAS, a equipe entrevistou usuários do popular aplicativo para pesquisa de câncer para compreender melhor o estado da saúde mental dos pacientes. Como resultado, eles obtiveram diversos insights para ajudar profissionais da saúde e chatbots que orientam os pacientes para os recursos de saúde mental;

  • Equipe JAKSTAT: A equipe vencedora da Hackathon SAS 2022 desenvolveu uma plataforma para otimizar o auxílio emergencial contra a COVID-19 liberado para as pequenas empresas que formam a maioria da economia indonésia, estimulando resiliência entre empreendedores na capital e no país todo.

Como se inscrever?

Os interessados em participar da Hackathon SAS podem se inscrever pela página da maratona até o dia 28 de fevereiro. É possível ainda acompanhar as conversas sobre o evento no SAS Hacker’s Hub e pela hashtag #SASHackathon no Twitter e LinkedIn.

Confira os requisitos para participar, a seguir;

  • Uma equipe pode ter de dois a dez membros com qualquer combinação de funções;

  • As equipes podem incluir pessoas dentro de sua organização, sua organização e um parceiro de tecnologia ou indivíduos que desejam ingressar em um grupo;

  • Os parceiros de tecnologia podem criar equipes com clientes e alunos;

  • O problema pode ser um problema do cliente;

  • Os clientes que trabalham com um parceiro de tecnologia também podem estar trabalhando juntos em uma parceria que leve a um novo mercado;

  • As equipes devem usar seus próprios dados;

  • As equipes possuem seu próprio IP.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: