Mercado fechado
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,84 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,49 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,74
    +0,04 (+0,07%)
     
  • OURO

    1.732,90
    +0,20 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    59.971,79
    +188,23 (+0,31%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.288,55
    -6,03 (-0,47%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.453,28
    -245,52 (-0,86%)
     
  • NIKKEI

    29.538,73
    -229,33 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    13.816,75
    +8,00 (+0,06%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8297
    +0,0655 (+0,97%)
     

Habib’s explica mistério por trás de faixas de ‘passo o ponto’

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Habib's passando o ponto
Habib's passando o ponto

A rede de restaurantes de comida árabe Habib’s, uma das mais tradicionais no Brasil, explicou nesta quarta-feira (24) o que está por trás da misteriosa ação de marketing que colocou faixas de “passo o ponto” em 320 de suas unidades.

Leia também:

Imediatamente, os consumidores mais fiéis da marca se assustaram com a possibilidade de ser o fim da rede de restaurantes, principalmente no contexto da crise do novo coronavírus.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

Teria até o Habib’s sido afetado tão gravemente?

Os fãs, no entanto, podem ficar descansados. A empresa revelou que se tratava apenas de uma ação de marketing para divulgar o novo clube de fidelidade – ou de pontos – do Habib’s, chamado Habibers.

O objetivo é estimular o consumo e a fidelidade dos consumidores, que ao gastarem R$ 1 na loja, acumulam o equivale a 1 ponto, que pode ser acumulado e depois gasto em outros itens do cardápio.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube