Mercado fechará em 5 h 42 min
  • BOVESPA

    101.213,37
    -46,38 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    38.707,72
    +55,52 (+0,14%)
     
  • PETROLEO CRU

    38,84
    -1,01 (-2,53%)
     
  • OURO

    1.904,20
    -1,00 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    13.158,35
    +81,34 (+0,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    263,69
    +2,23 (+0,85%)
     
  • S&P500

    3.465,39
    +11,90 (+0,34%)
     
  • DOW JONES

    28.335,57
    -28,13 (-0,10%)
     
  • FTSE

    5.844,23
    -16,05 (-0,27%)
     
  • HANG SENG

    24.918,78
    +132,68 (+0,54%)
     
  • NIKKEI

    23.494,34
    -22,25 (-0,09%)
     
  • NASDAQ

    11.563,75
    -99,75 (-0,86%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6669
    +0,0030 (+0,05%)
     

Guilhotina é colocada em frente à casa de dono da Amazon

Marcus Couto
·2 minutos de leitura
Uma guilhotina foi instalada em frente à casa de Jeff Bezos, dono da Amazon
Uma guilhotina foi instalada em frente à casa de Jeff Bezos, dono da Amazon

Manifestantes nos Estados Unidos colocaram, em um gesto simbólico, uma réplica de uma guilhotina em frente à casa de Jeff Bezos, o empresário bilionário, considerado o homem mais rico do mundo, e dono da Amazon, gigante do comércio eletrônico. O ato foi atribuído a integrantes de um movimento crítico às práticas trabalhistas da Amazon.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

A guilhotina é simbólica pois se refere às decapitações realizadas durante a Revolução Francesa, quando reis e aristocratas tiveram as cabeças cortadas após sua queda nas mãos dos revolucionários. Uma placa colocada ao lado da guilhotina na casa de Bezos tinha os dizeres: “apoie nossas comunidades pobres, não os homens ricos”.

Leia também

Vídeos mostrando o objeto circularam pelas mídias sociais e pela TV americana:

Bezos, como líder da Amazon, é acusado de manter em sua empresa uma lógica trabalhista abusiva, que se espalha por toda a cadeia de trabalho, em diferentes países. A empresa é acusada de colocar o lucro acima da segurança e da qualidade de vida dos trabalhadores.

Na Alemanha, funcionários de armazéns da Amazon anunciaram greve esta semana, por conta de contaminação por COVID-19 em ambientes de trabalho. Segundo o sindicato local, cerca de 40 trabalhadores foram infectados.

A Amazon teve sua demanda aumentada com o mundo entrando em esquema de quarentena por conta da pandemia, o que levou a um aumento na demanda de sua força de trabalho. Mas os trabalhadores acusam a empresa de não fazer o suficiente para protegê-los em seus ambientes de trabalho.

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.