Mercado fechado
  • BOVESPA

    115.202,23
    +2.512,05 (+2,23%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.342,54
    +338,35 (+0,74%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,28
    +2,45 (+3,84%)
     
  • OURO

    1.698,20
    -2,50 (-0,15%)
     
  • BTC-USD

    48.100,59
    +946,19 (+2,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    982,93
    +39,75 (+4,21%)
     
  • S&P500

    3.841,94
    +73,47 (+1,95%)
     
  • DOW JONES

    31.496,30
    +572,16 (+1,85%)
     
  • FTSE

    6.630,52
    -20,36 (-0,31%)
     
  • HANG SENG

    29.098,29
    -138,50 (-0,47%)
     
  • NIKKEI

    28.864,32
    -65,78 (-0,23%)
     
  • NASDAQ

    12.652,50
    +197,50 (+1,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7797
    -0,0062 (-0,09%)
     

Guide mira R$2 bi em operações estruturadas no 1º semestre

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A Guide Investimentos busca atingir 2 bilhões de reais em operações de estruturação de ofertas de valores mobiliários neste primeiro semestre, vislumbrando um momento muito propício para as empresas se financiarem no mercado de capitais.

"Com a dívida pública cada vez mais comprometida, o capital privado será de grande importância para a sustentação da economia", afirmou o chefe de Mercado de Capitais e sócio da Guide, Luis Gustavo Pereira.

Em operação há menos de um ano e meio, o braço de mercado de capitais da plataforma de investimentos alcançou 1 bilhão de reais em operações estruturadas e quase 700 milhões de reais de valores mobiliários distribuídos em 2020.

Para dobrar em um semestre o montante estruturado em todo o ano passado, a Guide está reforçando a equipe com Jon Kim, chefe de Dívida, que assume a coordenação das operações de CRIs (certificados de recebíveis imobiliários), CRAs (certificados de recebíveis do agronegócio) e debêntures Incentivadas.

"Esses produtos estão em alta no mercado e são uma alternativa interessante dentro da renda fixa", afirmou Kim, lembrando que são isentos de imposto de renda a pessoas físicas, além de importante fonte de financiamento a empresários.

Parte dos recursos para a área de estruturação e distribuição incrementar suas atividades virá da nova injeção de capital do Grupo Fosun na Guide, anunciada no começo do mês.

(Por Paula Arend Laier)