Mercado abrirá em 7 h 28 min

Guia da Mozilla mostra quais produtos inteligentes mais afetam sua privacidade

Felipe Demartini

A Mozilla inicou uma nova campanha em prol da privacidade, desta vez de olho na Black Friday e nas compras de Natal. No site "Privacy not included" (“Privacidade não inclusa”, em português), os produtos eletrônicos mais desejados para essa temporada de final de ano aparecem elencados de acordo com o quanto são “assustadores” quando o assunto é a proteção dos dados dos usuários e o controle que eles possuem sobre as próprias informações.

A ideia da organização é criar um guia de referência rápida sobre algumas questões importantes, como o compartilhamento de informações com terceiros, o uso de algoritmos para sugestões e publicidade ou a possibilidade de apagar perfis completamente. A análise leva em conta todo tipo de dispositivo, desde alto-falantes inteligentes e consoles de vídeo game até itens um tanto inusitados, mas ainda assim conectados, como banheiros de gato, panelas de arroz e luminárias.

Na análise da Mozilla, o Nintendo Switch foi considerado como o dispositivo menos assustador, com criptografia segura, atualizações constantes, controles parentais fáceis de ativar e termos de uso facilmente acessíveis e escritos em linguagem simples. Outros consoles também aparecem na lista, com o PS4 surgindo em sexto, perdendo pontos por não incentivar usuários a ativarem a autenticação em dois fatores, e o Xbox One em 20º, por não ter suas condições tão acessíveis e coletar dados de voz, apesar de não os compartilhar.

Nintendo Switch: o menos invasivo à privacidade do usuário, segundo a Mozilla

O segundo lugar chama a atenção em um primeiro olhar, mas basta um clique para entender. O alto-falante Sonos One SL ficou com a vice-liderança por ser um speaker inteligente, mas sem a parte da inteligência, não contando com um microfone para uso de assistentes de voz. Ele usa Wi-Fi para ser controlado pelo usuário e tem compatibilidade com o Airplay, da Apple, para compartilhamento de mídia, ambas alternativas seguras ao Bluetooth.

Na ponta oposta, como alguns já podem esperar, aparecem o Amazon Echo Show e o Facebook Portal. Eles dividem o lado mais baixo da tabela pelos mesmos motivos: coletam dados de voz e compartilham não apenas estes dados, mas boa parte da telemetria fornecida pelo usuário para fins de publicidade e sugestão de conteúdo.

Facebook Portal: um dos produtos mais ameaçadores à privacidade do usuário segundo a Mozilla

A conectividade também chamou a atenção negativamente, com as telas inteligentes sendo citadas como dispositivos que estão sempre ouvindo e, mais do que isso, por meio da conexão com as contas de usuário, influenciam a vida do usuário fora de sua própria esfera, como no caso do Facebook e do e-commerce da Amazon. Ambos, ainda, foram criticados por não terem termos de uso e políticas de privacidade fáceis de encontrar e escritas de forma amigável.

O top 5 de produtos mais confiáveis na visão da Mozilla é completado pelos headsets Sony WH-1000XNM3 e Jabra Elite 85H, separados apenas pelo kit de programação de Star Wars, lançado pela Disney para incentivar crianças nesse campo. Já a lista dos cinco piores é finalizada por dois produtos da Alphabet, o alto-falante Google Home e uma câmera de segurança da Nest, enquanto outro dispositivo dessa categoria, a Ring Indoor Cam, da Amazon, aparece na terceira pior colocação.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: