Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.487,88
    +1.482,66 (+1,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.518,30
    +228,39 (+0,45%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,35
    +0,46 (+0,42%)
     
  • OURO

    1.845,10
    +3,90 (+0,21%)
     
  • BTC-USD

    29.972,29
    +447,64 (+1,52%)
     
  • CMC Crypto 200

    650,34
    -23,03 (-3,42%)
     
  • S&P500

    3.901,36
    +0,57 (+0,01%)
     
  • DOW JONES

    31.261,90
    +8,77 (+0,03%)
     
  • FTSE

    7.389,98
    +87,24 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    20.717,24
    +596,56 (+2,96%)
     
  • NIKKEI

    26.739,03
    +336,19 (+1,27%)
     
  • NASDAQ

    11.838,00
    -40,25 (-0,34%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1528
    -0,0660 (-1,26%)
     

Guerra na Ucrânia eleva lucros das maiores petroleiras do mundo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Petrobras foi uma das beneficiadas pela guerra na Ucrânia
Petrobras foi uma das beneficiadas pela guerra na Ucrânia
  • Shell registrou lucro ajustado de US$ 9,13 bilhões;

  • Gigante ExxonMobil registrou lucro líquido de US$ 5,48 bilhões;

  • No Brasil, a alta dos preços do petróleo também beneficiou as empresas.

Enquanto alguns amargam prejuízos com os efeitos da guerra na Ucrânia, outros mercados foram impulsionados pela alta nos preços do petróleo e gás no mercado internacional. As maiores empresas de petróleo do mundo registraram resultados excepcionais no primeiro trimestre de 2022.

A escalada foi provocada pela invasão da Ucrânia pela Rússia, que é um dos maiores produtores do mundo e sofre sanções internacionais.

Do início da guerra, em 24 de fevereiro, para cá, os preços sofreram uma acomodação, mas ainda acima de US$ 100, o que impulsionou as receitas das empresas petrolíferas. O preço do barril chegou ao nível mais alto desde 2008, chegando a ser negociado a US$ 130,50 por causa da guerra.

Uma das maiores petroleiras do mundo, a Shell registrou lucro ajustado de US$ 9,13 bilhões, impulsionado, além dos preços mais altos do petróleo e gás, pelos lucros excepcionais de refino e o bom desempenho de seu setor comercial.

A companhia, com sede em Londres, superou seu recorde de lucros trimestrais de 2008, mesmo depois de uma baixa de US$ 3,9 bilhões por ter decidido encerrar das operações na Rússia. O lucro líquido da empresa chegou a US$ 7,12 bilhões.

A gigante ExxonMobil registrou lucro líquido de US$ 5,48 bilhões no primeiro trimestre, dobrando o indicador na comparação anual. As receitas da petrolífera entre janeiro e março somaram US$ 90,5 bilhões, alta de 53% sobre o mesmo período de 2021.

No Brasil, a alta dos preços do petróleo também beneficiou as empresas, que divulgaram bons resultados nos primeiros três meses de 2022. A Petrobras registrou lucro líquido de R$ 44,561 bilhões no primeiro trimestre deste ano.

Já a PetroRio registrou Ebtida (lucro antes dos juros, impostos, depreciação e amortização) de US$ 232 milhões, avanço de 171% na comparação com igual período de 2021. O lucro foi de U$ 223 milhões, contra prejuízo de U$ 12 milhões no primeiro trimestre de 2021.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos