Mercado fechará em 5 h 34 min

Guerra comercial: EUA e China assinam primeira fase do acordo

Giovanna Almeida
Guerra comercial: EUA e China assinam primeira fase do acordo

Os governos dos Estados Unidos e da China assinaram, nesta quarta-feira (15), a primeira fase do acordo comercial. A troca de tarifas entre os dois países, em meio a guerra comercial, acontece desde 2018.

Na fase inicial do acordo para encerrar a guerra comercial, a China prometeu comprar mais de US$ 200 bilhões em produtos dos Estados Unidos em um período de dois anos.

O país asiático deverá comprar US$ 18,5 bilhões adicionais em suprimentos de energia no primeiro ano e US$ 33,9 bilhões no segundo ano. Além disso, Trump salientou que a China irá adquirir US$ 12,8 bilhões em serviços norte-americanos no primeiro ano e US$ 25,1 bilhões no segundo ano.

No segmento de produtos agrícolas, o país asiático deverá adquirir US$ 12,5 bilhões no primeiro ano e US$ 19,5 bilhões no segundo ano. Ademais, o governo de Xi Jinping concordou em comprar US$ 32,9 bilhões em manufaturados dos EUA no primeiro ano e US$ 44,8 bilhões no segundo ano.

As aquisições de produtos norte-americanos pela China é uma forma de reduzir o déficit comercial bilateral entre os países. Em 2018, o saldo negativo chegou a US$ 420 bilhões para os EUA.

“Estamos muito orgulhosos dos esforços, muitos acharam que este acordo era impossível e aqui estamos”, afirmou o presidente norte-americano, Donald Trump.

Tarifas sobre produtos chineses na guerra comercial

Apesar da assinatura da primeira fase do acordo, Trump salientou que as tarifas norte-americanas sobre produtos chineses continuarão até a segunda fase do acordo. No momento, US$ 360 bilhões em produtos chineses estão sendo tarifados pelos Estados Unidos.

Saiba mais: Guerra comercial: tarifas norte-americanas seguirão até as eleições

“Manteremos as tarifas por enquanto. Elas serão retiradas quando avançarmos na segunda fase do acordo. Todas as tarifas serão removidas quando finalizarmos a segunda fase”, salientou o mandatário.

Segundo Trump, as negociações para encerrar a guerra comercial deverão ser concluídas já na segunda fase, como forma de evitar uma possível terceira etapa. “Não queremos uma 3ª fase de negociações. Com este acordo anunciado hoje, marcamos uma mudança no comércio global”, afirmou o presidente dos EUA.