Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.608,76
    -345,14 (-0,35%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.036,38
    +293,23 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,66
    +2,23 (+2,06%)
     
  • OURO

    1.808,30
    +6,80 (+0,38%)
     
  • BTC-USD

    19.775,52
    +368,52 (+1,90%)
     
  • CMC Crypto 200

    429,24
    +9,10 (+2,17%)
     
  • S&P500

    3.825,33
    +39,95 (+1,06%)
     
  • DOW JONES

    31.097,26
    +321,86 (+1,05%)
     
  • FTSE

    7.232,65
    +64,00 (+0,89%)
     
  • HANG SENG

    21.830,35
    -29,44 (-0,13%)
     
  • NIKKEI

    26.153,81
    +218,19 (+0,84%)
     
  • NASDAQ

    11.554,00
    -57,25 (-0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5521
    -0,0066 (-0,12%)
     

Guedes tenta explicar fala sobre iPhones: “Dei uma escorregada”

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Paulo Guedes
Últimas falas do ministro da Economia foram polêmicas

(EVARISTO SA/AFP via Getty Images)

  • Paulo Guedes explica fala sobre ter mais iPhones no Brasil do que pessoas;

  • Ministro queria dizer que "cada brasileiro tem 2 dispositivos digitais, tem 2 celulares";

  • Ele ainda esclareceu comentário sobre Brasil estar pronto para a Segunda Guerra Mundial.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, tentou explicar nesta terça-feira (15) o que quis dizer com ter “mais iPhones no Brasil do que população”, conforme afirmou na última sexta-feira. Na ocasião, ele comentou que a pandemia foi responsável por lançar o país em direção a um futuro tecnológico e que “os brasileiros têm um, dois iPhones, às vezes”.

Ontem, após a cerimônia sobre a redução do IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), o ministro admitiu ter dado “uma escorregada” nas palavras.

“Nós não estamos querendo guerra, nada disso. Eu só fiz esse comentário, porque da última vez eu dei uma escorregada. Eu quis falar o seguinte: cada brasileiro tem 2 dispositivos digitais, tem 2 celulares. E aí saiu iPhone. Sem querer quis falar celular e saiu iPhone”, disse.

A guerra a que Guedes se refere tem a ver com sua outra fala polêmica, proferida momentos antes ao público presente no evento. O ministro havia comentado que "se vier a segunda guerra mundial, estamos prontos de novo. Vamos expandir de novo, porque estamos com déficit zerado”.

Depois, explicou que não se referia aos acontecimentos ocorridos entre 1939 e 1945, mas sim à invasão da Ucrânia. A primeira guerra mundial seria, segundo ele, a pandemia de Covid-19.

"Não estou falando de segunda guerra mundial. Deu uma guerra, que foi essa pandemia, guerra sanitária mundial. Agora tem uma segunda, Ucrânia, Rússia. Isso subiu preço de combustíveis, fertilizantes, isso nos atinge", esclareceu. "Quis dizer: se houver essa guerra do petróleo, essa guerra dos grãos, vamos estar preparados para reagir”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos