Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,29
    +0,22 (+0,31%)
     
  • OURO

    1.799,90
    -1,90 (-0,11%)
     
  • BTC-USD

    35.569,82
    +1.172,46 (+3,41%)
     
  • CMC Crypto 200

    856,67
    +62,93 (+7,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    0,00 (0,00%)
     
  • NASDAQ

    15.113,25
    +15,25 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1212
    -0,0004 (-0,01%)
     

Guedes relata pressão de Bolsonaro para liberar recursos para Infraestrutura

·1 minuto de leitura
Bolsonaro e Guedes conversam durante cerimônia em Brasília

Por José de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que o presidente Jair Bolsonaro exigiu "dois, três dias" atrás dinheiro "de onde for" nos "próximos três ou quatro dias" para reparar as estradas brasileiras, citando o episódio como exemplo de impasse nos orçamentos devido às limitações impostas pelo teto de gastos.

"O presidente outro dia nos chamou e falou assim, agora tem dois, três dias: 'tira o dinheiro de onde for, tira de qualquer dinheiro, mas nós temos que...'", disse Guedes relatando falas de Bolsonaro. O ministro participa de reunião mensal na Comissão Temporária da Covid-19 no Senado.

O presidente teria dito ainda: "Eu quero tanto de dinheiro para o Tarcísio nos próximos três ou quatro dias, tem que ter esse dinheiro, porque senão a degradação das estradas brasileiras...", conforme relato do ministro da Economia, que preferiu não citar valores e se referia a Tarcísio Freitas, ministro da Infraestrutura.

Comentando a fala de Bolsonaro, Guedes disse que conseguiria o dinheiro, mas que "dois minutos depois" outro ministro reclamaria com um "tiraram meu dinheiro aqui".

"Daí eu tenho que dizer: é a política, é a política. Enquanto não assumirmos o controle dos orçamentos nós estamos presos embaixo desse teto, esse desgraçado desse teto, mas no fundo é o que nos tem permitido não desorganizar a economia enquanto estamos lutando com a pandemia."

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos