Mercado fechado

Guedes quer elevar faixa de isenção de dividendos para R$ 25 mil

·1 min de leitura
Ministro da Economia já vê possibilidade de alterar de R$ 20 mil para R$ 25 mil
Ministro da Economia já vê possibilidade de alterar de R$ 20 mil para R$ 25 mil
  • Ministro da Economia já vê possibilidade de alterar de R$ 20 mil para R$ 25 mil;

  • Mudança se restringe ao limite de recebimento, a alíquota da tributação permanece em 20%;

  • Intenção é fazer com que os lucros "permaneçam na empresa, e não sejam distribuídos aos acionistas;

Após críticas, o ministro da Economia Paulo Guedes já prevê a elevação da faixa de isenção dos dividendos de R$ 20 mil para R$ 25 mil. O responsável pela pasta teria se reunido cerca de cinco horas com auxiliares no último domingo (25/07) para acertar os termos finais da proposta de reforma tributária, segundo o colunista Igor Gadelha.

Leia também:

Em entrevista à CNN, o relator do texto, deputado Celso Sabino, disse que "estava pacificado" até R$ 20 mil, como sugere a proposta inicial. Entretanto, a mudança se restringe ao limite de recebimento, a alíquota da tributação permanece em 20%.

“Eu estou conversando diariamente com o Paulo Guedes. Esse assunto dos dividendos já está pacificado, na isenção de 20 mil”, afirmou Sabino. O ministro teria mudado de ideia após críticas dos setores produtivos. Guedes, no entanto, nega a vontade de elevar a carga tributária, uma vez que a intenção seria fazer com que os lucros "permaneçam na empresa, e não sejam distribuídos aos acionistas".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos