Mercado abrirá em 9 h 47 min
  • BOVESPA

    120.061,99
    -871,79 (-0,72%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.867,62
    +338,65 (+0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,00
    -0,35 (-0,57%)
     
  • OURO

    1.794,30
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    53.990,20
    -2.030,62 (-3,62%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.248,22
    -14,74 (-1,17%)
     
  • S&P500

    4.173,42
    +38,48 (+0,93%)
     
  • DOW JONES

    34.137,31
    +316,01 (+0,93%)
     
  • FTSE

    6.895,29
    +35,42 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.732,80
    +110,88 (+0,39%)
     
  • NIKKEI

    29.099,93
    +591,38 (+2,07%)
     
  • NASDAQ

    13.902,00
    -17,25 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7079
    +0,0059 (+0,09%)
     

Guedes diz que câmbio de equilíbrio é de R$4,50 e vê apreciação do real com retomada

·1 minuto de leitura
Moeda de um real em foto ilustrativa

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse nesta quinta-feira que a taxa de câmbio de equilíbrio deve estar girando atualmente em torno de 4,50 reais e que houve um "overshooting" do câmbio, mas que sua expectativa é que a moeda brasileira valorize à medida que o país prossiga com as reformas estruturais e vacinação em massa.

"A taxa de câmbio está mais elevada. Provavelmente deveria estar em torno de 4,50 reais agora, houve um 'overshoot'. Mas estamos avançando nas reformas fundamentais. Assim que o Brasil voltar a crescer, formos para a vacinação em massa, e em três ou quatro meses... provavelmente o câmbio (dólar) vai cair", disse o ministro, em inglês, durante videoconferência promovida pela Brazilian-American Chamber of Commerce.

Neste ano, o dólar salta 7,8%, o que deixa o real na terceira pior posição global. O dólar só sobe mais no ano contra o peso argentino e a lira turca.

(Por Gabriel Ponte)