Mercado abrirá em 4 h 30 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,73
    +0,46 (+0,69%)
     
  • OURO

    1.870,00
    +2,40 (+0,13%)
     
  • BTC-USD

    45.386,22
    +275,66 (+0,61%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.262,39
    +64,47 (+5,38%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.063,54
    +30,69 (+0,44%)
     
  • HANG SENG

    28.593,81
    +399,72 (+1,42%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.407,50
    +104,00 (+0,78%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4277
    +0,0178 (+0,28%)
     

Guedes defende liberdade para membros do Mercosul negociarem acordos bilaterais

·1 minuto de leitura
O ministro da Economia, Paulo Guedes. 20/10/2020. REUTERS/Adriano Machado.

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta sexta-feira que haja uma maior flexibilização para países-membros do Mercosul negociarem acordos individualmente, argumentando que é preciso respeitar os ritmos distintos dos sócios.

Em sessão temática do Senado para celebrar os 30 anos do Tratado de Assunção, que originou o bloco comercial que engloba Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai, Guedes mencionou a ideia de um membro "pioneiro" realizar um acordo comercial fora do bloco.

"Deixa um dos nossos membros fazer um acordo lá fora diferente. Se estiver bom, o conjunto, o grupo, avança naquela direção. Se não for bom, não avançamos", disse o ministro, que também defendeu uma redução da Tarifa Externa Comum (TEC).

"Nós achamos que é importante reduzirmos. Fizemos uma proposta de reduzir apenas 10%. Quando você fala 10%, você tem uma tarifa de 30% de um produto específico. Você está abaixando de 30 (%) para 27%, quer dizer, isso não machuca ninguém, isso é só para manter todo mundo aquecido", complementou.

No mês passado, os presidentes dos países que compõem o bloco reuniram-se, virtualmente, para celebrar os 30 anos do Mercosul.

(Por Gabriel Ponte)