Mercado fechará em 1 h 6 min
  • BOVESPA

    107.855,92
    +997,05 (+0,93%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.625,78
    +20,22 (+0,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,60
    +3,11 (+4,48%)
     
  • OURO

    1.784,40
    +4,90 (+0,28%)
     
  • BTC-USD

    51.089,22
    +2.079,04 (+4,24%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.316,21
    -5,07 (-0,38%)
     
  • S&P500

    4.689,36
    +97,69 (+2,13%)
     
  • DOW JONES

    35.743,20
    +516,17 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.316,00
    +473,25 (+2,99%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3322
    -0,0914 (-1,42%)
     

Guedes confirma Colnago como novo secretário especial do Orçamento e Tesouro

·1 min de leitura
Esteves Colnago será o novo secretário especial do Orçamento e Tesouro

Por Marcela Ayres

BRASÍLIA (Reuters) - O ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou nesta sexta-feira Esteves Colnago como novo secretário especial do Orçamento e Tesouro no lugar de Bruno Funchal, que pediu demissão na véspera em meio à crise instalada em torno do aumento do Auxílio Brasil.

Em pronunciamento à imprensa ao lado do presidente Jair Bolsonaro, Guedes afirmou que Colnago tem carreira brilhante no setor público e é de "absoluta confiança".

Segundo o ministro, os parlamentares lhe pediam que enviasse Colnago para conversas por sua "alta inteligência emocional, conhecimento, domínio de máquina".

Colnago foi um dos quadros do governo do ex-presidente Michel Temer a permanecer na equipe econômica após o presidente Jair Bolsonaro chegar ao poder.

Ministro do Planejamento sob Temer, ele foi nomeado secretário especial adjunto de Fazenda no superministério de Guedes. Atualmente, respondia pela chefia da assessoria especial de Relações Institucionais da pasta.

Guedes inicialmente cometeu um equívoco, anunciando André Esteves, sócio do banco BTG Pactual, para o cargo. Depois, o ministro disse que cometeu a confusão pois soube que integrantes da ala política teriam ido atrás de Esteves no BTG para lhe perguntar quem poderia sucedê-lo à frente da Economia, ainda que o presidente Jair Bolsonaro não tenha feito este pedido.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos