Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.523,47
    -1.617,17 (-1,47%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.049,05
    +174,14 (+0,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,23
    -2,65 (-3,49%)
     
  • OURO

    1.877,70
    -53,10 (-2,75%)
     
  • BTC-USD

    23.319,70
    -128,03 (-0,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    535,42
    -1,43 (-0,27%)
     
  • S&P500

    4.136,48
    -43,28 (-1,04%)
     
  • DOW JONES

    33.926,01
    -127,93 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.901,80
    +81,64 (+1,04%)
     
  • HANG SENG

    21.660,47
    -297,89 (-1,36%)
     
  • NIKKEI

    27.509,46
    +107,41 (+0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.616,50
    -230,25 (-1,79%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5385
    +0,0488 (+0,89%)
     

Guararapes decide fechar fábrica em Fortaleza, vai centralizar produção em Natal

SÃO PAULO (Reuters) -A Guararapes, dona da rede de lojas Riachuelo, anunciou nesta terça-feira que vai encerrar atividades em centro fabril em Fortaleza para concentrar sua produção em Natal, em uma reestruturação que prevê cerca de 2 mil demissões.

"A decisão faz parte do planejamento estratégico da companhia, com foco em otimizar a operação fabril para intensificar a reatividade, eficiência e competitividade, aliado a um crescimento sustentável", afirmou a companhia em comunicado ao mercado.

A empresa afirmou em nota à imprensa que aos funcionários demitidos ofereceu prorrogação de plano de saúde "pelo dobro do aviso prévio e o valor de meio piso salarial. As máquinas de costura industrial foram doadas às costureiras e aos demais foi fornecido um adicional de mais um salário".

A fábrica em Fortaleza remonta ao final da década de 1970 e a companhia não informou os custos com a reestruturação produtiva.

A empresa, que tem o empresário Flávio Rocha como presidente do conselho de administração, atualmente tem apenas as fábricas na capital cearense e em Natal, segundo informações da Guararapes.

(Por Alberto Alerigi Jr.)