Mercado abrirá em 7 h 18 min
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,81
    +0,67 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.837,10
    +5,30 (+0,29%)
     
  • BTC-USD

    35.333,66
    +119,64 (+0,34%)
     
  • CMC Crypto 200

    817,05
    +574,37 (+236,68%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.735,70
    -229,85 (-0,92%)
     
  • NIKKEI

    27.509,39
    -12,87 (-0,05%)
     
  • NASDAQ

    14.542,25
    +115,75 (+0,80%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1773
    -0,0127 (-0,21%)
     

GTA, LoL e mais | Franquias dos games que nunca morrem

·11 min de leitura

Na indústria dos videogames, existem franquias que, de tão consolidadas em sucesso e vendas, se tornaram imortais. Para o bem ou para o mal, essas séries de jogos sempre aparecem nas notícias e ainda possuem uma comunidade ativa. Algumas possuem lançamentos frequentes, enquanto outras permanecem por meio de atualizações e expansão do universo apresentado.

Você pode não ter jogado nenhum dos jogos de uma franquia imortal, mas certamente reconhece imagens, vídeos ou partes da história dessa seleção de games que marcaram profundamente o imaginário gamer. Confira a nossa lista de franquias imortais dos videogames:

10. Counter-Strike

CS ultrapassou era da Lan House e ainda faz sucesso em lives e competições de esportes eletrônicos (Imagem: Divulgação/Valve)
CS ultrapassou era da Lan House e ainda faz sucesso em lives e competições de esportes eletrônicos (Imagem: Divulgação/Valve)

Sucesso em qualquer Lan House brasileira no começo dos anos 2000, Counter-Strike ainda está aí. O jogo que coloca duas equipes de jogadores para se matarem não tem os melhores gráficos, não tem crossovers de peso como em Fortnite, mas, mesmo passados 20 anos de seu lançamento, ainda está em alta.

O jogo de tiro da Valve, inicialmente criado como um mod de Half-Life, mantém um público fiel e famoso, incluindo o jogador de futebol Neymar Jr. e o streamer brasileiro Gaulês. Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), a versão mais recente do clássico de Lan House, é disparado o jogo mais jogado no Steam, chegando facilmente a marca de 700 mil jogadores simultâneos todos os dias do ano.

Para além do número de jogadores, frases “fire in the hole” são facilmente reconhecidas e lembradas por quem é gamer, ou não.

9. World of Warcraft

Universo de WoW inspirou HearthStone e League of Legends (Imagem: Divulgação/Blizzard)
Universo de WoW inspirou HearthStone e League of Legends (Imagem: Divulgação/Blizzard)

O online World of Warcraft (WoW) e sua desenvolvedora Blizzard Entertainment não vivem a melhor fase. O jogo acumula atualizações frustrantes com bugs e falta de conteúdo, enquanto assiste parte da sua comunidade migrar para Final Fantasy XIV. O estúdio, por sua vez, encara um processo judicial profundo, que revelou uma cultura de assédio moral e sexual dentro da empresa.

Apesar dos pesares, WoW ainda está aí e é uma das bases do gênero MMORPG. O jogo lançado em 2004 é o ápice de uma série que revolucionou o gênero de estratégia no PC, com títulos como Warcraft: Orcs & Humans, Warcraft II: Tides of Darkness, WoW II: Beyond the Dark Portal, WoW III: Reign of Chaos e WoW III: The Frozen Throne. Toda a riqueza da história da guerra entre raças da franquia ainda foi expandida para HQs, RPGs de mesa, para o cinema e outros jogos, como o sucesso HearthStone.

Dota, o precursor de League of Legends, é inspirado no modo Defense of the Ancients de Warcraft III. A criação de mapas por jogadores e toda a ideia de mods tem em seus fundamentos em Warcraft: Orcs & Humans. Então, por mais que WoW não viva seus dias de glória, o legado tornou a franquia uma imortal dos games.

8. League of Legends

Ao lado de CS e Fortnite, LOL ajudou a impulsionar mercado dos esportes eletrônicos (Imagem: Divulgação/Riot Games)
Ao lado de CS e Fortnite, LOL ajudou a impulsionar mercado dos esportes eletrônicos (Imagem: Divulgação/Riot Games)

League of Legends é relativamente uma aventura nova, quando comparada a outras franquias da lista. Mas, mesmo nesse pouco tempo, desde o lançamento em 2009, a desenvolvedora Riot Games não poupa esforços para tornar a franquia um marco para a indústria.

Apesar de sua influência em WoW, League of Legends deu um passo além do que seu "pai espiritual". O jogo está diretamente ligado à expansão e popularização do cenário competitivo de esportes eletrônicos e dificilmente será esquecido por conta disso.

Atualmente, o Worlds, mundial de League of Legends, alcança picos que ultrapassam 45 milhões de espectadores simultâneos, representando mais de 1 bilhão de horas assistidas. Se hoje podemos falar que a indústria de games movimenta mais dinheiro que as indústrias do cinema e da música juntas, os esportes eletrônicos estão diretamente ligados ao fato. E no alto panteão das competições, está LoL.

Surfando na onda e na força da marca, a Riot ainda iniciou uma expansão da franquia. Um dos primeiros passos foi a adaptação Arcane, animação no mundo do jogo que estreou em novembro na Netflix. Outras adaptações e jogos estão na trilha para confirmar o universo de LoL como uma das franquias imortais.

7. Grand Theft Auto

Trilogia clássica de GTA no <a class="link rapid-noclick-resp" href="https://canaltech.com.br/produto/sony/playstation-2/" rel="nofollow noopener" target="_blank" data-ylk="slk:PS2">PS2</a> foi relançada para a nova geração de videogames (Imagem: Divulgação/Rockstar Games)
Trilogia clássica de GTA no PS2 foi relançada para a nova geração de videogames (Imagem: Divulgação/Rockstar Games)

Por si só, pensar na história de GTA 5, quinto capítulo da série principal da Rockstar Games, já justifica a presença na lista. O jogo imortal foi lançado originalmente em 17 de setembro de 2013 para o PlayStation 3 e o Xbox 360 e, de lá para cá, recebeu 11 versões diferentes, para três gerações diferentes de consoles. O game é um sucesso de vendas e aparece com frequência no panteão de jogos mais jogados e baixados do ano.

Ao longo do tempo, as adições a GTA 5 foram muitas, entre a possibilidade de jogar a campanha em primeira pessoa e a melhoria da qualidade gráfica. A principal soma que cristalizou o jogo e atraiu um novo público, foi o fenômeno GTA Online e o surgimento do GTA RP. O modo multiplayer reúne, anualmente, milhões de jogadores que criam suas próprias histórias no mapa do game.

A franquia ainda evoca a nostalgia de quem cresceu jogando ou assistindo alguém mais velho jogar Grand Theft Auto: Grand Theft Auto III, Grand Theft Auto: Vice City e Grand Theft Auto: San Andreas no PlayStation 2. Parte da experiência pode ser revivida na duvidosa coletânea Grand Theft Auto: The Trilogy – The Definitive Edition, enquanto qualquer notícia de um GTA 6 é capaz de causar alvoroço.

6. Final Fantasy

Final Fantasy XIV chegou a ter filas de espera para jogar em 2021 (Imagem: Divulgação/Square Enix)
Final Fantasy XIV chegou a ter filas de espera para jogar em 2021 (Imagem: Divulgação/Square Enix)

Não é toda franquia que chega ao seu 16° capítulo. E ainda em boa forma. Final Fantasy é o nome responsável por universalizar o gênero de RPGs japoneses (JRPG) no ocidente, com seus mundos de fantasia e batalhas por turnos que envolvem combinações estratégicas.

Por mais que Dragon Quest tenha fundado as bases do JRPG e outros títulos como Persona 5 quebrem recordes do gênero, Final Fantasy é um nome relevante a ser respeitado como imortal dos games. Desde o lançamento do primeiro jogo no japão, em 1987, a série atravessou o oceano, e chegou ao ocidente abrindo o mercado para outras franquias orientais como Shin Megami Tensei e o próprio Dragon Quest.

Final Fantasy XIV é atualmente o MMORPG de maior sucesso. Final Fantasy VII Remake foi um sucesso aclamado e indicado ao título de jogo do ano no The Game Awards de 2020. Final Fantasy XVI, próxima entrada principal da franquia, é um aguardado exclusivo de PlayStation 5, mostrado durante a transmissão que apresentou o novo console da Sony ao mundo. A marca da Square Enix ainda vai ganhar um jogo no estilo Dark Souls e até um battle royale, provando a força da franquia.

5. Pokémon

Pokémon é a franquia mais lucrativa do mundo do entretenimento e expandiu horizontes em 2021 (Imagem: Reprodução/Nintendo/Poke Mythology/Amazon)
Pokémon é a franquia mais lucrativa do mundo do entretenimento e expandiu horizontes em 2021 (Imagem: Reprodução/Nintendo/Poke Mythology/Amazon)

Pokémon é a franquia mais lucrativa do mundo do entretenimento, superando o universo cinematográfico da Marvel e a marca Star Wars. Estima-se que a franquia tenha levantado mais de U$ 100 bilhões, cerca de R$ 560 bilhões até hoje.

O início dessa história, que inclui jogo de cartas, produtos, filmes, mangás e animações, é a dupla de jogos Red e Blue, lançados no final da década de 1990. Após 25 anos desse lançamento, a série se consolidou tanto, que conseguiu imprimir o sucesso para outros gêneros dos videogames.

Em 2016, por exemplo, a chegada de Pokémon GO para os celulares foi um fenômeno responsável por levar pessoas de todas as idades para a rua e fortalecer o mercado de jogos com realidade aumentada (RA). Seguindo os passos de Pokémon GO, Pikmin, Harry Potter, The Walking Dead e até Transformers idealizaram a produção de jogos RA.

Provando que é imortal e não tem limites, Pokémon chegou em 2021 a outro gênero, distante do JRPG no qual se consagrou. Pokémon UNITE é o MOBA para celulares e Nintendo Switch com os monstrinhos capturáveis. O título levou uma semana para bater a impressionante marca de 30 milhões de downloads, apenas no ambiente mobile. Lançado em 22 de setembro para dispositivos iOS e Android, o jogo tornou-se a maior estreia do gênero da história nos celulares, ultrapassando o também estrondoso League of Legends: Wild Rift.

4. Super Mario

Cartucho de "Super Mario Bros." foi leiloado por quase R$ 10,5 milhões (Imagem: Divulgação/Rally)
Cartucho de "Super Mario Bros." foi leiloado por quase R$ 10,5 milhões (Imagem: Divulgação/Rally)

“Mamma Mia”. Se você tem o mínimo de aproximação com o mundo dos games, é impossível não ler essa frase tentando simular a interpretação do dublador Charles Martinet para o encanador mais famoso da cultura pop.

Super Mario é aquele tipo de franquia de jogos que ultrapassa os controles e as telas. O personagem é a cara da Nintendo e dificilmente não é reconhecido por pessoas de todas as idades.

Jogos como Super Mario 64 e Super Mario World revolucionaram a indústria dos games ao apresentar novas formas de fazer um jogo de plataforma. Mas a franquia vai muito além do seu legado e até de seus lançamentos de sucesso mais recentes nos últimos 35 anos, como Super Mario Odyssey.

Super Mario é uma marca utilizada pela Nintendo para mais de 200 jogos diferentes, incluindo aventuras de corrida, golfe, futebol, RPG e uma infinidade de outros gêneros. Em 2022, o jogo ganhará uma nova adaptação para os cinemas em forma de animação. O filme do Mario terá Chris Pratt dublando o protagonista e um elenco com Anya Taylor-Joy (Peach), Charlie Day (Luigi) e Jack Black (Bowser).

3. FIFA

FIFA 22 tem Kylian Mbappé na capa (Imagem: Divulgação/Electronic Arts)
FIFA 22 tem Kylian Mbappé na capa (Imagem: Divulgação/Electronic Arts)

Todo ano tem suas certezas: tem Natal em dezembro, quatro estações do ano e o lançamento de um novo simulador de futebol da EA. As mudanças a nível gráfico e de jogabilidade de um ano para outro são sempre muito poucas, mas nem por isso a franquia FIFA deixa de ser um sucesso anualmente.

Em quatro dias de acesso antecipado para quem comprou o jogo, FIFA 22, lançado em 1° de outubro deste ano, já contava com mais de 9 milhões de jogadores e 460 milhões de partidas jogadas.

Em meio a disputa entre EA e a organização mundial de futebol para renovação do direito de uso da marca FIFA, o jornal The New York Times revelou que os jogos podem ser a principal fonte de renda da organização que gere a Copa do Mundo. A FIFA teria lucrado cerca de US$ 150 milhões por ano com os lançamentos da EA, mostrando a força do segmento de jogos para o futebol mundial. Tudo graças, em grande parte, ao trabalho consistente da desenvolvedora.

2. Call of Duty

Cod: Vanguard é lançamento principal da franquia em momento de expansão (Imagem: Divulgação/Activision)
Cod: Vanguard é lançamento principal da franquia em momento de expansão (Imagem: Divulgação/Activision)

Quase todo ano temos um novo CoD e todo lançamento da franquia continua vendendo como se fosse o último. A série Call of Duty é um dos shooters de guerra mais tradicionais do universo dos videogames, que se consolidou no mundo dos games com uma base de jogadores fiel.

Em 2020, a série bateu recorde de receita, rendendo nada menos que US$ 3 bilhões à Activision. O movimento foi gerado por mais de 200 milhões de pessoas que jogaram os jogos da franquia naquele ano, praticamente o mesmo número de habitantes do Brasil.

Provando que é uma marca imortal dos games, CoD não só mantém um bom fluxo de lançamento, como vem ampliando a frente de títulos na franquia. Nos últimos anos, os jogadores tiveram contato com Call of Duty: Modern Warfare, Warzone e Call of Duty: Mobile, Black Ops - Cold War e o mais recente Vanguard.

1. The Sims

The Sims está imortalizado no livro dos recordes por ser jogo com mais expansões de conteúdo (Imagem: Divulgação/Electronic Arts)
The Sims está imortalizado no livro dos recordes por ser jogo com mais expansões de conteúdo (Imagem: Divulgação/Electronic Arts)

Sul sul! Mãe, filho, pai e todo mundo que tem direito. The Sims é daquelas marcas de jogos que são conhecidas por diferentes gerações e pessoas, com mais e menos proximidade com o mundo dos games. O simulador de vida real completou 20 anos em 2020 em plena forma, após conquistar uma legião de fãs com mecânicas simples de criação e administração de personagens.

A entrada mais recente da franquia é The Sims 4, lançado em 2014, mas que continua recebendo pacotes de conteúdo adicional a todo momento. Em 2017, The Sims foi considerado pelo Guinness Book o jogo com maior quantidade de pacotes de expansão lançados e o título de PC mais vendido.

Entre os legados da franquia ainda existe o Simlish, título dado à suposta língua artificial desenvolvida para o jogo, e o conjunto de séries e filmes criados a partir do jogo. O mais famoso no Brasil é "Girls in the House", série de comédia gravada com The Sims 4.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos