Mercado fechado
  • BOVESPA

    120.348,80
    -3.131,73 (-2,54%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.892,28
    -178,63 (-0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,04
    -1,53 (-2,86%)
     
  • OURO

    1.827,70
    -23,70 (-1,28%)
     
  • BTC-USD

    36.764,61
    +658,76 (+1,82%)
     
  • CMC Crypto 200

    701,93
    -33,21 (-4,52%)
     
  • S&P500

    3.768,25
    -27,29 (-0,72%)
     
  • DOW JONES

    30.814,26
    -177,26 (-0,57%)
     
  • FTSE

    6.735,71
    -66,25 (-0,97%)
     
  • HANG SENG

    28.573,86
    +77,00 (+0,27%)
     
  • NIKKEI

    28.519,18
    -179,08 (-0,62%)
     
  • NASDAQ

    12.759,00
    -142,00 (-1,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3926
    +0,0791 (+1,25%)
     

Grupo Volkswagen promete lançar 75 elétricos e 60 híbridos até 2029

feedback@motor1.com (Anthony Alaniz)
Volkswagen ID.3
Volkswagen ID.3

Produção do hatch VW ID.3 começou no início de novembro

O Grupo Volkswagen revelou alterações em seus planos de curto e longo prazo, anunciando que irá focar ainda mais na eletrificação, com mais investimentos neste tipo de motorização. No curto prazo, a empresa irá investir 60 bilhões de euros (cerca de R$ 278 bilhões) até 2024 na mobilidade elétrica, híbridos e mais, enquanto o plano de longo prazo é lançar 75 veículos elétricos e 60 híbridos até o fim de 2029.

O futuro elétrico da Volkswagen

A Volkswagen planeja vender 26 milhões de carros elétricos até 2029, além de seis milhões de híbridos. Desta quantidade, cerca de 20 milhões terão a plataforma modular MEB de carros elétricos, que estreou no ID.3, enquanto os seis milhões restantes usarão a base PPE, feita para veículos e mais caros, como o Porsche Taycan e o Audi e-tron. A fabricante irá montar EVs em 16 fábricas diferentes pelo mundo.

No entanto, o Grupo Volkswagen não alcançará esta meta sem preparar terreno, por isso o investimento de 60 bilhões de euros. Esta quantidade é "mais de 40% dos investimentos da companhia em propriedades, complexos industriais, equipamentos e custos de desenvolvimento e pesquisa durante o período de planejamento". Aproximadamente 3 bilhões de euros serão usados na mobilidade elétrica.

Enquanto esta notícia faz com que pareça um exagero por parte da Volkswagen, não é o caso. Este plano revisado é anunciado poucos dias depois do início da produção do VW ID.3, que é o primeiro dos várias EVs planejados pela empresa. A fabricante já trabalha em um segundo modelo, o crossover ID.4, que será produzido nos EUA, além de um novo modelo que será revelado no dia 19 de novembro, durante o Salão de Los Angeles.

Os esforços do Grupo Volkswagen para lançar elétricos e híbridos são ambiciosos. É um sinal de que a empresa está pronta para superar o escândalo do Dieselgate, que ainda assombra a fabricante com multas na Europa. Não há como cravar como será o futuro da indústria automotiva na próxima década mas, para a VW e muitas outras montadoras, ele será eletrificado.