Mercado abrirá em 8 h 9 min
  • BOVESPA

    118.328,99
    -1.317,01 (-1,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.810,21
    -315,49 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,43
    -0,70 (-1,32%)
     
  • OURO

    1.861,80
    -4,10 (-0,22%)
     
  • BTC-USD

    30.691,45
    +877,41 (+2,94%)
     
  • CMC Crypto 200

    606,96
    -72,95 (-10,73%)
     
  • S&P500

    3.853,07
    +1,22 (+0,03%)
     
  • DOW JONES

    31.176,01
    -12,39 (-0,04%)
     
  • FTSE

    6.715,42
    -24,97 (-0,37%)
     
  • HANG SENG

    29.552,01
    -375,75 (-1,26%)
     
  • NIKKEI

    28.621,94
    -134,92 (-0,47%)
     
  • NASDAQ

    13.349,00
    -46,50 (-0,35%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5129
    +0,0045 (+0,07%)
     

Grupo Soma terá primeira mulher negra em vaga de conselho de administração

·2 minuto de leitura
*** FOTO DE ARQUIVO *** SÃO PAULO, SP, 23/03/2019 - Rachel Maia, CEO da Lacoste, durante baile da revista Vogue no hotel Unique. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)
*** FOTO DE ARQUIVO *** SÃO PAULO, SP, 23/03/2019 - Rachel Maia, CEO da Lacoste, durante baile da revista Vogue no hotel Unique. (Foto: Greg Salibian/Folhapress)

RIO DE JANEIRO, RJ (FOLHAPRESS) - O Grupo Soma, dono de marcas como Farm e Animale, anunciou nesta sexta-feira que Rachel Maia vai ser a primeira mulher negra do país a preencher uma vaga de conselho de administração.

A executiva possui mais de 28 anos atuando no mercado de multinacionais e foi a primeira mulher negra a ser presidente-executiva de empresas -ela comandou a Lacoste, a Pandora e a Tiffany.

Em nota, a empresa citou um estudo do Instituto Ethos, que apontou que apenas 8,6% das cadeiras em conselhos no Brasil são preenchidas por mulheres, sendo que nenhuma é negra.

Rachel afirmou estar realizada com a oportunidade e que a diversidade nos conselhos administrativos se faz necessária, tanto na participação de mulheres quanto de negros.

"Sei da importância e também da responsabilidade de ser, novamente, a primeira mulher negra a ocupar uma cadeira estratégica. E espero não ser a única", disse a executiva.

Atualmente, o Grupo Soma é composto por 76% de mulheres, sendo que 3 em cada 4 delas estão em cargos de liderança. Com a chegada da nova executiva, a empresa quer expandir os índices em diversidade, segundo o CEO Roberto Jatahy.

"A chegada de Rachel é mais um passo na nossa valorização da equidade de gênero, mas vai muito além, reforça o nosso compromisso com a promoção da equidade racial", afirmou.

Kátia Barros, sócia-fundadora da Farm e do Grupo Soma, afirmou que a empresa precisava ceder essa cadeira a uma mulher por ser uma companhia majoritariamente feminina.

"Além de bons resultados, Rachel compartilha valores importantes com a gente, como o cuidado com as pessoas, a importância da diversidade e da inclusão e o respeito ao meio ambiente", afirmou Barros.

Em comunicado, o Grupo Soma apontou que Rachel é especialista onde a empresa possui seus principais objetivos de desenvolvimento sustentável, na frente social Trabalho Digno e Crescimento Econômico, Igualdade de Gênero e Redução de Desigualdades.

A executiva é fundadora do projeto social Capacita-me, com o viés na educação e empregabilidade de pessoas em situação de vulnerabilidade, é presidente do Conselho Consultivo do Unicef Brasil, na qual atua desde outubro de 2019, e apoia a coalizão para 1 milhão de oportunidades para jovens brasileiros.

Rachel complementou dizendo que, com seus 28 anos de carreira, espera contribuir com liderança, expansão digital e gestão. "E, principalmente, com a diversidade que se faz tão necessária nos cargos C-level do país", disse.