Mercado abrirá em 6 h 28 min

Grupo SEB compra 70% da rede canadense de escolas bilíngues Maple Bear

IVAN MARTÍNEZ-VARGAS

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O brasileiro Grupo SEB, de educação, anunciou nesta quarta-feira (12) a aquisição de 70% da operação global da franquia de escolas bilíngues Maple Bear, de origem canadense. O valor do negócio não foi divulgado.

A administração da Maple Bear global permanecerá a cargo do fundador da marca, Rodney Briggs, que passará a ser acionista minoritário.

A rede conta hoje com 458 escolas e mais de 40 mil alunos em 20 países.

O SEB já é o responsável pela marca na América Latina. O movimento de aproximação entre as empresas ocorreu há três anos, quando o grupo brasileiro assumiu a operação brasileira, a principal da marca canadense.

No Brasil, a Maple Bear está presente em 145 escolas e têm hoje cerca de 30 mil alunos.

Segundo Chaim Zaher, presidente do SEB, a meta é que a Maple Bear tenha mais de 300 mil alunos nos próximos cinco anos.

A aquisição, formalizada no Canadá por meio de uma joint venture, marca a internacionalização do SEB, que fatura anualmente cerca de R$ 1,2 bilhão no Brasil.

"Toda a parte pedagógica continuará sendo desenvolvida no Canadá, com os fundadores. Vamos dar um suporte para expandir os negócios, com investimentos", afirmou Zaher a jornalistas.

Hoje, o franqueado brasileiro que deseja ter uma escola bilíngue da marca precisa iniciar o negócio do zero, já que a Maple Bear não aceita operar em escolas já existentes, de acordo com a diretora-executiva do SEB, Thamila Zaher. Os colégios começam a oferecer o serviço na educação infantil.

De acordo com Thamila, o investimento mínimo para instalar um colégio da marca no Brasil é R$ 1,5 milhão. Em outros países, esse valor pode variar entre US$ 250 mil a US$ 2 milhões.