Mercado abrirá em 3 h 55 min

Grupo se reúne em frente à área 51 para "libertar extraterrestres"

Nathan Vieira

Em julho deste ano, mais de 400 mil internautas aderiram ao evento "They Can't Stop All of Us" ("Eles não podem parar todos nós") no Facebook, cuja ideia era invadir a Área 51 — instalação da Força Aérea dos Estados Unidos cujo objetivo é publicamente desconhecido, com a crença popular de que o governo esconderia discos voadores e até mesmo alienígenas que foram encontrados na Terra. Essa história de invasão começou como uma brincadeira, mas aos poucos foi se alastrando e as pessoas passaram a tentar invadir de verdade a região.

O evento estava marcado para esta sexta-feira (20), e um grupo levou isso a outro nível ficando na frente da Área 51 e levantando cartazes sob a premissa de "libertar os extraterrestres" que estariam lá. Sim, você leu certo. O caso está repercutindo no Twitter, com direito até mesmo a vídeos:


O organizador do evento decidiu cancelar a 'invasão' por medo de 'um possível desastre humanitário', mas acabou que já era tarde demais, e a segurança na Área 51 precisou ser reforçada, justamente por causa da quantidade de pessoas que queriam invadir o local. Ele já deixou claro ali que tudo não passa mesmo de uma piada. Para não frustrar a empolgação do público, foi criado um festival de três dias prometido para esta sexta mesmo, intitulado Alienstock.

Enquanto o Alienstock tenta capitalizar sobre o sucesso do que era essencialmente um meme no Facebook, a população da cidade escolhida como sede do festival, Rachel, não está preparada e nem animada para o evento. Além disso, parece que esse caso de invasões tem atormentado verdadeiramente os responsaveis pela segurança da Área 51, já que está se tornando algo mais sério.

No início do mês, um youtuber holandês também decidiu invadir, e chegou a ser preso pelas autoridades locais, ao simplesmente ignorar todos os avisos para não ultrapassar.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: