Mercado abrirá em 2 hs
  • BOVESPA

    115.882,30
    -581,70 (-0,50%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.262,01
    -791,59 (-1,76%)
     
  • PETROLEO CRU

    52,46
    -0,39 (-0,74%)
     
  • OURO

    1.842,00
    -6,90 (-0,37%)
     
  • BTC-USD

    31.526,23
    +204,42 (+0,65%)
     
  • CMC Crypto 200

    635,14
    +7,48 (+1,19%)
     
  • S&P500

    3.750,77
    -98,85 (-2,57%)
     
  • DOW JONES

    30.303,17
    -633,83 (-2,05%)
     
  • FTSE

    6.463,91
    -103,46 (-1,58%)
     
  • HANG SENG

    28.550,77
    -746,76 (-2,55%)
     
  • NIKKEI

    28.197,42
    -437,79 (-1,53%)
     
  • NASDAQ

    12.971,75
    -133,75 (-1,02%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5480
    -0,0057 (-0,09%)
     

Grupo empresarial dos EUA pede a autoridades que considerem rápida remoção de Trump do cargo

·1 minuto de leitura
O presidente e CEO da Associação Nacional de Manufatureiros (NAM, na sigla em inglês), Jay Timmons

WASHINGTON (Reuters) - O chefe de um importante grupo empresarial dos Estados Unidos exortou autoridades de alto escalão dos EUA a considerar a remoção do presidente Donald Trump do cargo depois que apoiadores do presidente, que deixará o posto, invadiram o prédio do Capitólio norte-americano.

O presidente e CEO da Associação Nacional de Manufatureiros, Jay Timmons, disse que Trump "incitou a violência na tentativa de manter o poder e qualquer líder eleito que o defenda está violando seu juramento à Constituição e rejeitando a democracia em favor da anarquia... O vice-presidente Pence, que foi retirado do Capitólio, deveria considerar seriamente trabalhar com o Gabinete para recorrer à 25ª Emenda para preservar a democracia".

Trump permanece no cargo por mais 14 dias, antes que o presidente eleito do país, Joe Biden, tome posse em 20 de janeiro.

(Por David Shepardson)