Mercado abrirá em 4 h 34 min
  • BOVESPA

    108.941,68
    -160,32 (-0,15%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.599,38
    -909,02 (-1,73%)
     
  • PETROLEO CRU

    85,57
    +0,43 (+0,51%)
     
  • OURO

    1.836,40
    +4,60 (+0,25%)
     
  • BTC-USD

    35.239,04
    -324,26 (-0,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    811,96
    +569,28 (+234,58%)
     
  • S&P500

    4.397,94
    -84,79 (-1,89%)
     
  • DOW JONES

    34.265,37
    -450,03 (-1,30%)
     
  • FTSE

    7.494,13
    -90,88 (-1,20%)
     
  • HANG SENG

    24.644,19
    -321,36 (-1,29%)
     
  • NIKKEI

    27.588,37
    +66,11 (+0,24%)
     
  • NASDAQ

    14.510,25
    +83,75 (+0,58%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1725
    -0,0175 (-0,28%)
     

Grupo de diretores da Telecom Italia defende reunião especial para indicação de novo presidente

·1 min de leitura

MILÃO (Reuters) - Um grupo de diretores da Telecom Italia, incluindo representantes do maior acionista da empresa, a Vivendi, pediu ao presidente do conselho de administração que convoque uma reunião especial para a indicação de um novo presidente-executivo, afirmaram duas fontes próximas do assunto no final de semana.

Atingida por uma série de alertas sobre seus resultados no ano passado, a Telecom Italia perdeu seu quarto presidente-executivo em seis anos depois que Luigi Gubitosi renunciou em novembro, uma semana depois da companhia ter recebido uma oferta de 33 bilhões de euros feita pela norte-americana KKR.

Desde então, os poderes de presidente-executivo têm sido divididos entre o presidente da TIM, Pietro Labriola, que foi indicado como diretor geral do grupo italiano, e o presidente do conselho de administração, Salvatore Rossi.

A Telecom Italia tem reunião ordinária do conselho de administração marcada para 26 de janeiro.

Labriola tem liderado a lista de possíveis candidatos a novo presidente-executivo da Telecom Italia e tem apoio da Vivendi, afirmaram fontes anteriormente.

O grupo francês, que controla 23,8% da Telecom Italia, deu uma fria resposta à oferta da KKR, afirmando que é muito baixa.

Representantes da Telecom Italia e da Vivendi não comentaram o assunto.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos