Mercado fechado

Grupo de defensores públicos repudia ação contra Magazine Luiza

Ana Paula Ragazzi
·1 minuto de leitura

Eles criticam o defensor público federal Jovino Bento Júnior, que abriu uma ação civil pública contra o Magazine Luiza, em função de programa de trainee só para negros Onze defensores públicos, integrantes do Grupo de Trabalho Políticas Etnorraciais da Defensoria Pública da União (DPU), publicaram uma nota de repúdio “à postura do defensor público federal Jovino Bento Júnior” que abriu uma ação civil pública contra o Magazine Luiza, em função de programa de trainee só para negros aberto pela empresa. Na nota, o grupo afirma que a posição de Bento Junior “não reflete a missão e posição institucional da Defensoria Pública da União quanto à defesa dos direitos dos necessitados. Mais do que isso, contraria os direitos do grupo vulnerável cuja DPU tem o dever irrenunciável de defender”, diz o texto. Ainda de acordo com a manifestação, o grupo informa que vai atuar “ao lado dos movimentos sociais protetivos dos direitos da população negra, buscando o indeferimento da petição inicial ou a improcedência dos pedidos nela formulados, sem prejuízo de outras providências internas cabíveis”. Magazine Luiza Divulgação